Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

MUDANÇAS

Oktober será realizada em dois turnos, com público máximo de oito mil pessoas por dia

Foto: Rodrigo Assmann

Tradicionais desfiles, como o de 2019, não vão ocorrer na Marechal Floriano

Por causa da pandemia, a Oktoberfest de Santa Cruz do Sul vai ser diferente neste ano. Diversas medidas de segurança são tomadas pelos organizadores para evitar a propagação de Covid-19. Uma delas é que a festa vai ocorrer em dois turnos, tarde e noite, com quatro mil pessoas por turno.

Em entrevista à Rádio Gazeta, o presidente da Associação de Entidades Empresariais de Santa Cruz do Sul (Assemp), Fábio Borba, adiantou que não haverá shows nacionais, bailes, desfiles na Marechal Floriano e parque de diversões. “Tudo isso para evitar aglomerações. A festa deste ano vai ser para fortalecer a gastronomia. Na parte das bebidas, por exemplo, o público poderá degustar cervejas artesanais e também as cervejas já tradicionais da festa. A Oktober será um grande restaurante, interno e a céu aberto.”

LEIA MAIS: Saiba quem são a rainha e princesas da 36ª Oktoberfest

Serão montados seis palcos com apresentações artísticas e culturais, e também com artistas locais. Há a possibilidade de se trazer cantores regionais ou do Estado. “A alimentação estará perto desses palcos, porque a ideia é que as pessoas comam e bebam sentadas, pra não haver circulação de pessoas.”

Com a retiradas dos desfiles tradicionais, os organizadores irão realizar desfiles menores, na avenida que corta o parque, entre os bombeiros e o portão 7. “O público estará distribuído nas praças de alimentação e vai poder prestigiar os desfiles sentado, confortavelmente. Esses desfiles serão completos no domingo e mais curtos nos demais dias.”

LEIA MAIS: VÍDEO: veja como foi a escolha das soberanas da 36ª Oktoberfest

Turnos

Para manter a higienização do local e restringir a circulação, a festa será divida em dois turnos de quatro horas. O primeiro deve ser entre 11 e 15 horas. Depois disso, o público tem até uma hora para sair do parque, que será fechado para higienização. O turno da noite deve iniciar em torno das 20 horas, com fechamento à meia-noite. Vale a mesma regra da anterior, o público tem até uma hora para sair do parque. Nos dois turnos, o público máximo será de quatro mil pessoas. “Vamos receber pouco mais de 60 mil pessoas, diferente da anterior, que reuniu em torno de 400 mil.”


Ingressos e desconto para vacinados

O valor do ingresso para entrada no parque já está definido: será R$ 30,00. As entradas serão vendidas em lotes, exclusivamente na internet. A organização estuda um valor diferenciado para cada lote. O mesmo deve ocorrer para quem tem o esquema vacinal completo. Estes, apresentando a carteira de vacinação, serão beneficiados com descontos.

LEIA MAIS: FOTOS: nova corte da Oktoberfest é escolhida em evento neste domingo

A festa ocorre de 6 a 17 de outubro. No primeiro dia não haverá cobrança de ingresso. Nos dias 7, 8 9, 10, 11, 12, 15, 16 e 17 o valor é R$ 30,00. Nos dias 13 e 14 o parque estará fechado. “O valor está mais alto porque a festa, apesar de ser menor, terá um custo maior. Teremos que ter pessoas orientando para o uso de máscaras, equipe pra higienização, medição de temperatura. Além de colocação de álcool em gel e outras medidas”, enfatiza Borba.

Na entrada, todos terão a temperatura verificada. “Em caso de febre, a pessoa será removida para um ambulatório dentro do parque e fará o teste. Depois dessa filtragem, se for necessário, ela será removida para o hospital. A nossa ideia é priorizar a segurança das pessoas , tudo é feito no sentido de proteger.”

LEIA MAIS: Voltada ao público local e sem bailes: presidente antecipa como deve ser a Oktoberfest em 2021

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.