Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

SANTA CRUZ

Protocolado pedido de cassação de Alberto Heck na Câmara

Pedido foi entregue ao presidente da Câmara nesta segunda-feira

O presidente da Câmara de Santa Cruz, Ilário Keller (PP), recebeu na tarde desta segunda-feira, 7, um pedido de cassação do mandato do vereador Alberto Heck (PT) por conta das polêmicas declarações feitas por ele contra o presidente Jair Bolsonaro no dia 29 de maio. O pedido é assinado por três apoiadores de Bolsonaro no município: Júlio Arruda, Idolézia Zimann e Evanise Scarton.

LEIA MAIS: Fala do vereador Alberto Heck será levada ao Ministério da Justiça

A fala de Heck ocorreu durante um protesto contra o governo federal e foi gravada por um aliado de Heck. O vereador chamou de “teatro” o atentado a faca sofrido por Bolsonaro em 2018 e fez menção ao autor do ataque, Adélio Bispo de Oliveira. “Esse governo se especializou em criar notícias falsas. Começou com o teatro da facada no mito. Porque se não fosse um teatro, mal ensaiado por sinal, nós só teríamos que dizer: ‘Adélio, seu imbecil por ter errado’. Nós poderíamos estar livres desse mal”, falou.

O pedido de cassação será agora analisado pela assessoria jurídica da Câmara. Se atender aos requisitos legais, o plenário terá que decidir se autoriza ou não a abertura de processo, que seria conduzido por uma comissão parlamentar processante.

LEIA TAMBÉM
VÍDEO: fala de Alberto Heck repercute nacionalmente
VÍDEO: em outra gravação, Heck chama facada em Bolsonaro de ‘grande farsa’

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.