Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

SANTA CRUZ

Representantes de escolas de idiomas pedem abertura dos estabelecimentos

Foto: Rafaelly Machado

A prefeita de Santa Cruz do Sul, Helena Hermany, esteve reunida com representantes de escolas de idiomas na manhã desta sexta-feira, 12. Atualmente, com a classificação de bandeira preta no distanciamento controlado, os estabelecimentos estão fechados. Os proprietários relatam que o faturamento caiu 50% desde o início da pandemia.

Uma das reivindicações do grupo é a possibilidade de ter, ao menos, funcionários nas escolas. Assim, eles poderiam atender telefonemas e disponibilizar material para os alunos realizarem atividades em casa.


LEIA TAMBÉM: Região terá lockdown no fim de semana, mas Helena Hermany decide não aderir ao fechamento

De acordo com o proprietário da Wizard, Walter Siedschlag, o grupo busca tratamento igualitário. “Indústrias estão operando com 75% de colaboradores. Nós estamos trancados do lado de fora das nossas escolas. É algo injusto não poder, ao menos, distribuir material”, justifica.

A Secretaria Municipal de Educação deve discutir a demanda com a Procuradoria-Geral do Município e repassar orientações aos empresários.

Foto: Rafaelly Machado


Com informações do jornalista João Cleber Caramez

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.