Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

workshop

Startup que está inovando na gestão de resíduos no país foi case no Café Empresarial

Participação em programas de inovação foi fundamental para acelerar o crescimento da meuResíduo | Foto: Lauri Pretzel

A edição de maio do Café Empresarial trouxe o case da startup meuResíduo Soluções Tecnológicas. O empreendedor Fábio Ronaldo Tusset, co-fundador e CEO da empresa, foi o painelista do encontro, promovido pela Associação Comercial e Industrial (ACI) de Santa Cruz, na manhã desta terça-feira, 17, no auditório 2 da entidade. Para uma plateia formada por empresários e profissionais de empresas, Tusset apresentou a palestra “meuResíduo: transformação digital e ESG”, compartilhando a trajetória da premiada startup que, atualmente, é referência na área de gestão de resíduos no país e já começa a trilhar o caminho para se consolidar também no mercado exterior. O evento teve a mediação dos diretores da ACI, Eduardo Kroth, 2º secretário, e Eduardo Bitencourt, de Tecnologia, e foi transmitido em tempo real pelas plataformas do Facebook e YouTube da entidade.

Analista de Sistemas formado na Unisinos e pós-graduado em Sistemas de Informação na Unisc, Fábio Tusset atua há mais de 20 anos na área de tecnologia da informação. Participou do programa de empreendedorismo na Universidade de Stanford e do programa de SoftLanding na UPTEC – Universidade do Porto, o que contribuiu muito para acelerar o desenvolvimento da startup MeuResíduo. Nos últimos cinco anos, vem se dedicando à transformação digital na área ambiental com a empresa.

LEIA TAMBÉM: FOTOS: organizador defende que participantes da missão repliquem conteúdo inovador

Conforme o empreendedor, a MeuResíduo é uma startup que nasce dentro de uma empresa: a Tekann Tecnologia da Informação, da qual ele é sócio e co-fundador, a partir da demanda de um cliente, interessado em um aplicativo para auxiliar na coleta de resíduos. “Naquele momento, tanto eu quanto meu sócio na TeKann buscávamos investimentos para desenvolver um novo produto fora da área onde atuávamos. Então olhamos para esse mercado de resíduos e vimos que era uma oportunidade, pois não existiam softwares que atendessem especificamente essa área”.

Foi em 2015 que começou o desenvolvimento da solução meuResíduo. No ano seguinte, o projeto foi levado para um programa de empreendedorismo na Universidade de Stanford. “Ali foi o nosso primeiro grande contato com o mundo das startups e como essas empresas funcionam. Dessa experiência, voltamos com mais bagagem de conhecimentos para decidir investir e tocar o negócio adiante”. Somente em 2018 a MeuResíduo virou uma empresa.

LEIA TAMBÉM: Inova+Vales começa a construção de plataforma digital

Com poucos clientes no início, os sócios decidiram submeter a empresa a programas de aceleração que aprofundaram os conhecimentos nas práticas e no funcionamento do mundo das startups. “Quanto mais participávamos desses programas, mais percebíamos o quanto era importante estar próximos de todos os ecossistemas de inovação e os benefícios que isso trazia para o nosso negócio”. O passo seguinte foi investir em estrutura de vendas de forma digital, desde marketing até treinamento de pessoal para fazer a venda e implantação do software de forma remota. Essa passou a ser a principal forma de comercialização do produto e o caminho que a empresa vem trilhando para acelerar o crescimento no mercado.

Fábio Tusset lembra que o maior desfio da meuResíduo foi ser a pioneira em um mercado que basicamente não usava tecnologia. Até então, tudo era feito muito de forma manual na área de resíduos, em papel, alguns poucos em planilhas, por se tratar de um mercado que não tinha muitos investimentos. “Fomos os pioneiros e enfrentamos todas as dificuldades advindas desta condição, no sentido de abrir e preparar o mercado para aceitar essa tecnologia”. Desde então, a meuResíduo vem participando de vários eventos de inovação e inclusive competições de startups, conquistando prêmios, e acima de tudo conhecimentos que são usados para melhorar o desempenho da empresa.

LEIA TAMBÉM: Obras do Centro de Inovação da Unisc devem ser retomadas na metade do ano

A meta de crescimento da meuResíduo neste ano é de 300%. O próximo desafio é expandir no mercado internacional, onde já possui clientes no Panamá, México e Angola e agora já está abrindo também uma frente no Chile.

Presente na programação de eventos da ACI há quase uma década, o Café Empresarial é um espaço para troca de conhecimentos e networking. Recepcionados com um café da manhã, os convidados participam de uma dinâmica de apresentação e assistem a palestras com foco na área empresarial. O evento conta com ao patrocínio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), UNISC, Unimed, Cindapa, Borba Imóveis, Lisaruth e Grupo Gazeta de Comunicações.

ESG

A meuResíduo é um software de gestão de informações ambientais associada ao TecnoUnisc – Parque Científico Tecnológico Regional da Unisc. A startup compartilha informações entre atores e parceiros em uma relação comercial, sendo eles geradores, transportadores, consultorias, recicladores e receptores de resíduos. Uma solução de gerenciamento com funcionalidades que contribuem para o futuro consciente, onde o ciclo do resíduo é organizado e transparente, oferecendo total rastreabilidade e segurança na informação gerada em cada elo da cadeia. A ferramenta automatiza e faz conexão entre os processos com controle em tempo real, além de entregar governança e compliance no gerenciamento de resíduos.

Networking

Na abertura do encontro, o presidente da ACI, Cesar Cechinato, frisou a importância da inovação para o desenvolvimento da região e fez um convite para a Semana da Indústria que a ACI promoverá junto com vários parceiros a partir da próxima terça-feira, 24. A palestra de abertura será com o empresário Daniel Randon, presidente das empresas Randon e do Transforma RS.

LEIA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO PORTAL GAZ

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e fácil de usar. Basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Ainda não é assinante Gazeta? Clique aqui e faça sua assinatura!

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.