Ano Novo de 2020!

27/12/2019 16:08:49
Foto: Reprodução

Estamos a poucos dias do final de mais um ano e início de outro. Não tão conturbado, quanto os dois ou três anteriores, mas, mesmo assim, ainda instável e certamente exigindo mudanças e melhorias, em várias áreas, como na política, na segurança, na saúde, na educação e, principalmente, na economia.

Milhões de brasileiros continuam convivendo com o desemprego ou com empreendimentos travados. Números e indícios econômicos mostram sinais de recuperação, mas infelizmente todos aqueles postos de trabalho, fechados nos últimos anos, não vão ser recriados. Conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério da Economia, o mercado de trabalho ainda está longe de recuperar as vagas com carteira perdidas durante a crise econômica, principalmente na indústria e na construção civil. A razão é muito simples: as empresas aproveitaram o período de recessão para otimizar rotinas, automatizando e informatizando  atividades, e, assim, na retomada do crescimento do país, não vão precisar do mesmo número de funcionários, existentes antes da crise.

Já para muitas pessoas, o desejo maior para o próximo ano é sair das dívidas e conseguir realizar um ou mais sonhos. Procurar os credores para negociar acordos de pagamento pode dar uma folga para o endividado, mas é necessário buscar a causa do problema, o que a maioria não faz, principalmente nos mutirões de negociação de dívidas. Tanto assim que, embora esteja diminuindo, o número de devedores reincidentes, isto é, que voltaram a ter seus nomes incluídos em cadastros de maus pagadores, depois de terem renegociado suas dívidas, ainda anda por volta de 35%.  

O novo ano está aí e a maioria das pessoas já está fazendo suas listinhas de coisas que deseja realizar. Antes, porém, é necessário fazer uma avaliação do ano que passou: ele foi positivo ou negativo? Quais daquelas promessas, feitas no início do ano que está terminando que, talvez, não foram nem registradas e se perderam ao longo do tempo, conseguimos realizar? Onde foram parar o esforço, as horas mal dormidas, rotinas desgastantes, o dinheiro que passou em nossas mãos ou na conta bancária? Por isso, muito mais importante do que as listas de início de ano, é preparar um planejamento para os próximos meses; o ideal seria para o ano inteiro. A master coach Renata Arrepia afirma que o planejamento anual deveria ser mais popular que as listas de início de ano.

Pois bem, para o ano de 2020 ser realmente diferente, não basta, na passagem de ano, comer lentilhas, pular sete ondas do mar e fazer tantos outros rituais ou simpatias para que se tenha “muito dinheiro no bolso, saúde pra dar e vender...” Na área financeira, por exemplo, onde sempre existem preocupações e desejos de realizar alguns objetivos, é hora de fazer uma “faxina” nas contas para começar um ano novo mais organizado. Reinaldo Domingos, educador financeiro e mentor da DSOP Educação Financeira, além de outras atividades, diz que é preciso organizar as finanças e, principalmente, mudar o comportamento, através de mudanças nos hábitos. Para começar, Reinaldo recomenda alguns passos:

1º) relacionar todos os compromissos previstos nos próximos 12 meses, como aniversários e datas comemorativas; aluguel ou prestação de financiamento, condomínio, IPTU, IPVA, etc; eventuais parcelas de compras a prazo também deverão ser registradas no respectivo mês de vencimento;

2º) conversar com todos os integrantes da família, o que inclui as crianças, para saber sobre o que cada um sonha para si e para o grupo; o desejo de realizar sonhos muda a forma de lidar com o dinheiro;

3º) fazer um diagnóstico financeiro, anotando, durante um mês – se a renda pessoal ou familiar for fixa – ou durante três meses – se a renda for variável -, o valor de todos os desembolsos efetuados, organizando-os por grupos (despesa com a residência, instrução, pessoal, com cada filho/filha, veículos, outros), o que permite visualizar o quanto e onde está sendo gasto cada centavo da renda pessoal ou familiar; a partir desse diagnóstico é possível negociar e efetuar ajustes, eventualmente necessários;

4º) elaborar um orçamento financeiro mensal, substituindo a velha fórmula Ganhos (-) Despesas = Sobra/Falta pela fórmula inovadora da metodologia DSOP: Ganhos (-) Sonhos (-) Dívidas (-) Reserva estratégica = Despesas normais (é o padrão de vida); neste passo, a família verifica quanto custam cada um dos sonhos que desejam realizar, levantados no passo 2, conforme cotação efetuada através de pesquisas de mercado; definidos os valores, estabelecem o valor que poderão aportar mensalmente para a finalidade e o prazo de realização; então, na linha dos sonhos da planilha serão lançados os valores que serão apartados, mensalmente, para a realização de sonhos; da mesma forma, são lançadas as dívidas já existentes e o valor de uma reserva estratégica para enfrentar algum imprevisto; por último, são lançados os valores das despesas;

5º) os valores apartados para a realização de sonhos devem ser aplicados em ativos de investimento, existentes no mercado, de acordo com o prazo de realização de cada sonho: os de curto prazo (até um ano), aplicar em caderneta de poupança; os de médio prazo (de um a dez anos), em CDBs, Tesouro Direto, Fundos de Investimento; e os de longo prazo (acima de dez anos) em Tesouro Direto, previdência privada e ações.

Embora a economia do Brasil esteja fechando o ano de 2019 com crescimento no ritmo mais forte, desde o início da crise, em 2014, em 2020 teremos eleições municipais que podem gerar certas turbulências, atrasando reformas. A astróloga Jaqueline Cordeiro, em wibe de Lilian Pacce, prevê que a crise no Brasil deve se intensificar, recomendando guardar mais dinheiro, pensar no longo prazo, retardar projetos, enfim, ficar com os pés no chão. 

Conclusão
Para o Brasil, 2020 não deve ser só um ano da virada, mas a virada de muitos anos. Da mesma forma, precisamos estar dispostos a mudar e sermos autores da história de nossa vida. Albert Einstein já dizia que “é insanidade continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. Reinaldo Domingos vai nessa mesma linha, escrevendo que “não dá para esperar um ano diferente se continuar agindo igual”. Neste diferente, Reinaldo insiste que as pessoas resgatem o hábito de sonhar com o que tem verdadeiro valor. Tendo presente, sempre, o sonho que se quer realizar – uma casa, um carro, uma viagem, a liquidação de uma ou mais dívidas, etc – fica mais fácil poupar. Isso não depende de cálculos e planilhas e, sim, de novos hábitos e comportamentos.

Feliz e próspero ano de 2020!

Postado por Francisco Teloeken- francisco.roque@viavale.com.br
Gazeta Grupo de Comunicações
Rua Ramiro Barcelos, 1206 | Santa Cruz do Sul - RS
(51) 3715-7800 | portal@gaz.com.br
Desenvolvido e Mantido por
Equipe de TI Gazeta Grupo de Comunicações