Filme 31/10/2017 07h59

Amigos do Cinema exibe 'Vestígios do Dia' nesta terça-feira

Associação homenageia o vencedor do Nobel Kazuo Ishiguro

A Associação dos Amigos do Cinema de Santa Cruz do Sul homenageia o escritor japonês Kazuo Ishiguro, ganhador do Nobel de Literatura deste ano, com a exibição, hoje, de um filme baseado em um livro seu: Vestígios do Dia (The Remains of the Day), lançado em 1989. A sessão se inicia às 20 horas, no auditório da sede do Sindicato dos Bancários (Sindibancários, na Rua Sete de Setembro, 489), com entrada franca. O filme é dirigido por James Ivory, que manteve o título original do romance. Foi lançado no Brasil em 1994 e fez grande sucesso. A história é ambientada em 1958. 

James Stevens (Anthony Hopkins, magistral, como sempre!), um homem de idade, em um grande carro antigo, começa uma viagem pela Inglaterra em direção ao mar. Por muitos anos ele foi o mordomo-chefe de Darlington Hall, uma famosa casa de campo. Nessa época, sacrificou sua vida pessoal por vários anos para ter um alto desempenho profissional, mesmo reprimindo seus sentimentos e passando uma frieza que, na verdade, não era parte da sua personalidade. James está indo visitar Sally Kenton (Emma Thompson), que ele não vê há muito tempo e tinha sido governanta em Darlington. Ele pensa que talvez ela possa ser persuadida a retomar sua antiga posição, trabalhando para o novo proprietário de Darlington, um congressista americano aposentado.

Ishiguro nasceu em Nagasaki. Aos cinco anos, mudou-se com a família para a Inglaterra e se tornou um escritor de língua inglesa. A revista Time colocou-o em 32º lugar na sua lista de maiores escritores ingleses do pós-guerra, mas muito provavelmente terá de fazê-lo avançar algumas posições, agora que ele ganhou o Nobel de Literatura.

Ishiguro já escreveu vários roteiros e o mais inglês dos cineastas americanos, James Ivory, adaptou A Condessa Branca em 2005 e, dez anos antes, Vestígios do Dia. Uma terceira adaptação para o cinema foi Never Let Me Go/Não Me Abandone Jamais, por Mark Romanek, com Carey Mulligan e Andrew Garfield, em 2010. Ivory, um cineasta meticuloso, talvez sonhasse em ser Luchino Visconti. Com Vestígios... ele chegou bem perto. É um filme feito com sentido do detalhe, muito bem interpretado. É duro, sobre essas vidas desperdiçadas. O próprio Ivory disse que bastou-lhe seguir o fluxo de Ishiguro. É seu melhor filme.