Gauchão 2020 02/08/2020 15h48 Atualizado às 21h42

Inter atropela o Esportivo e garante vaga na final do 2º turno

Triunfo colorado foi construído antes dos 15 minutos do primeiro tempo

O Internacional venceu o Esportivo por 4 a 0 neste domingo, 2, no Estádio Beira-Rio, e garantiu vaga na final do segundo turno do Campeonato Gaúcho. A decisão será na quarta-feira, 5. Três gols foram marcados antes dos 15 minutos do primeiro tempo, por Thiago Galhardo, Marcos Guilherme e Paolo Guerrero. Na etapa final, Boschilia completou a goleada.

O Internacional entrava em campo embalado pela vitória sobre o Aimoré por 2 a 0, com gols de Guerrero, que sacramentou a classificação para a semifinal. O único desfalque seria Rodrigo Lindoso por lesão muscular. Damián Musto ocuparia a vaga de primeiro volante.

Do outro lado, o Esportivo bateu o Juventude por 3 a 2, de virada e fora de casa, para conseguir a vaga na semifinal. O técnico Carlos Moraes decidiu mudar a escalação. Xaro, Igor Bosel e Marcão foram para o banco e deram lugar a Rômulo, Galiardo e Flávio Torres.

De volta ao Beira-Rio, o Internacional abriu o placar no primeiro minuto da partida. Edenílson cruzou da direita e Thiago Galhardo saltou para cabecear e balançar a rede do goleiro Renan. Aos quatro, Marcos Guilherme aproveitou uma sobra na entrada da área, mas Renan saltou no canto esquerdo para defender. O Inter promovia uma ‘blitz’ nos instantes iniciais, sem deixar o rival respirar. O segundo gol colorado saiu aos 11 minutos. Marcos Guilherme recebeu passe de Musto e bateu da intermediária. A bola quicou, enganou o goleiro Renan e morreu na rede, no canto direito.

O Inter não diminuiu o ritmo e ampliou aos 13 minutos. Thiago Galhardo roubou a bola de João Pedro, acelerou na esquerda e rolou para Paolo Guerrero, que apenas empurrou para a rede na pequena área. Renan salvou ao espalmar no canto esquerdo após conclusão de Boschilia da meia esquerda aos 23. Aos 24, Saravia recebeu de Guerrero e bateu por cima. Já aos 28, Rômulo alçou a bola da esquerda e Vinícius Bovi, sem marcação, cabeceou para longe do gol. Por lesão, Galiardo foi substituído por Igor Bosel aos 33. Renan salvou novamente aos 38. Boschilia cruzou rasteiro da esquerda e Guerrero parou no goleiro ao concluir de primeira. Já aos 43, Boschilia recebeu de Galhardo, arrematou de longe e mandou por cima.

Já de olho na decisão de quarta-feira, o técnico Eduardo Coudet decidiu fazer três trocas na volta do intervalo. Zé Gabriel, D’Alessandro e William Pottker entraram nas vagas de Cuesta, Galhardo e Guerrero. No Esportivo, com dois minutos, Diogo entrou no lugar de Luiz Eduardo. Aos nove, foi a vez de Patrick entrar na vaga de Edenílson. O Inter chegou ao quarto gol aos 14 minutos. Marcos Guilherme tocou para Patrick, que acionou William Pottker na grande área. O atacante ajeitou para Boschilia arrematar de canhota, no canto esquerdo de Renan. Aos 18, Saravia foi expulso ao puxar Gustavo Sapeka, que iria em direção ao gol. Aos 22, Bruno Praxedes entrou na vaga de Marcos Guilherme. Um minuto depois, o técnico Carlos Moraes promoveu as entradas de Emerson e Marcão nas vagas de Flávio Torres e João Pedro. Já aos 32, Renan pegou firme em chute de Pottker, após passe de D’Alessandro. Aos 38, Patrick alçou da esquerda, Pottker ajeitou de cabeça e ninguém apareceu para completar. Xaro entrou aos 39, na vaga de Gustavo Sapeka. Já aos 48, a arbitragem não assinalou pênalti de Xaro em Zé Gabriel, para reclamação dos jogadores.

FICHA TÉCNICA  – GAUCHÃO 2020
2º TURNO – SEMIFINAL

INTERNACIONAL 4 x 0 ESPORTIVO

Local:
Estádio Beira-Rio
Data: 02/08/2020
Horário: 16 horas
Árbitro: Jean Pierre Lima
Assistentes: Leirson Peng Martins e Michael Stanislau
Gols: Thiago Galhardo (Internacional) – 1min/1º, Marcos Guilherme (Internacional) – 1min/1º, Paolo Guerrero (Internacional) – 13min/1º, Boschilia (Internacional) – 14min/2º
Cartões amarelos: Cleiton e Xaro (Esportivo)
Cartão vermelho: Saravia (Inter)

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Saravia, Bruno Fuchs, Víctor Cuesta (Zé Gabriel) e Moisés; Musto, Edenilson (Patrick), Marcos Guilherme (Bruno Praxedes) e Boschilia; Thiago Galhardo (D’Alessandro) e Paolo Guerrero (William Pottker)
Técnico: Eduardo Coudet

ESPORTIVO: Renan; Vinicíus Bovi, Cleiton, Luis Eduardo (Diogo) e Rômulo; Gullithi, Robert, Galiardo (Igor Bosel) e João Pedro (Emerson); Gustavo Sapeka (Xaro) e Flávio Torres (Marcão)
Técnico: Carlos Moraes