Santa Cruz 28/10/2019 19h42

1ª Semana do Lixo Zero destinou 3,5 toneladas de resíduos

Evento foi realizado entre 18 e 27 de outubro

A 1ª semana Lixo Zero de Santa Cruz do Sul, realizada entre 18 e 27 de outubro, terminou com ótimos resultados. Essa é a avaliação da embaixadora Lixo Zero no município, Débora Leonhardt da Silva. “Para uma primeira edição tivemos o envolvimento de um grande número de pessoas, empresas e entidades interessadas na temática. Certamente teremos ainda mais adesões em 2020”, afirma Débora.

Conheça os principais resultados da 1ª Semana Lixo Zero Santa Cruz do Sul:

  • 8 voluntários na organização
  • 37 voluntários envolvidos no desenvolvimento das ações da programação oficial
  • 22 ações na programação oficial
  • 42 ações indiretas
  • 24 parceiros
  • 12 instituições engajadas
  • 7200 pessoas envolvidas nas atividades
  • 500 quilos de resíduos destinados nas ações indiretas realizadas pelas instituições engajadas
  • 16,50 quilos de resíduos coletados na limpeza da trilha no Parque da Gruta
  • 1.340,00 quilos de resíduos coletados na limpeza de área degredada junto à Usina de Triagem
  • 1.686,5 quilos de tampinhas plásticas coletadas na Oktoberfest
  • Distribuição de 100 sacolas de pano, 100 copos reutilizáveis e 100 lixeiras de carro feitas de lonas usadas


Débora, que também é engenheira ambiental, aponta que o desafio agora é manter viva essa consciência sobre a correta destinação do lixo. “Todos os dias podemos fazer escolhas que não agridem o planeta e o meio ambiente, começando pela nossa casa, com a correta separação de resíduos”, diz Débora. Segundo ela, em Santa Cruz do Sul estima-se que cerca de 80% do que estamos mandando para o aterro poderia ser reaproveitado de outra forma. “Apenas 20% é realmente rejeito. Temos aí uma grande margem para trabalhar e uma oportunidade de mudar efetivamente esse panorama, diminuindo custos que são de alguma forma pagos por todos nós contribuintes, afinal, o aterro é mantido e pago pela mesma comunidade que não destina corretamente o seu lixo”, ressalta Débora.

SAIBA MAIS
Ser lixo zero significa reduzir ao máximo a geração de resíduos. Mas, em caso de geração, deve-se promover o encaminhamento correto para reciclagem ou compostagem (resíduos orgânicos). Apenas o que não for reciclável ou compostável (como o lixo do banheiro, por exemplo) deve ser encaminhado para a coleta do lixo comum, ou seja, enviado para o aterro sanitário. Sabemos que o espaço para a construção de aterros não é infinito e, por isso, é preciso pensarmos em uma solução que contemple as próximas gerações. A Semana Lixo Zero acontece simultaneamente em mais de 100 cidades brasileiras, organizadas por voluntários locais em parceria com o Instituto Lixo Zero (ILZ), idealizador da iniciativa. Para saber mais sobre as atividades em Santa Cruz do Sul, basta seguir o instagram @lixozeroscs.