Santa Cruz 08/01/2021 10h08

Bebê é liberada após passar os três primeiros meses de vida no hospital

Sofia bastos nasceu prematura, foi transferida ao Hospital de Clínicas de Porto Alegre e não havia saído de lá desde o nascimento

A bebê santa-cruzense Sofia Bastos completou 3 meses de vida indo para casa pela primeira vez, nessa quarta-feira, 6. A menina nasceu prematura de 7 meses no Hospital Santa Cruz (HSC), foi transferida ao Hospital de Clínicas de Porto Alegre e não havia saído desde o seu nascimento. Após receber alta, ela ainda necessitava de equipamentos que custam R$ 10 mil antes de ser liberada.

Segundo a tia de Sofia, Viviane Krug, a pequena esteve na UTI Pediátrica, entubada e sob sedação. Exames em Porto Alegre constataram uma má-formação no cérebro, o que causa dificuldades para se alimentar e respirar. Eram necessários um respirador para uso domiciliar, um aspirador de uso contínuo e um oxímetro de pulso digital, além de medicamentos que foram obtidos através de uma campanha organizada pela família.

LEIA MAIS: Ação busca recursos para bebê que precisa de aparelhos

“O oxigênio a Prefeitura acabou nos fornecendo o concentrador, o oxímetro recebemos da mãe da Juju, junto com medicação e a dieta para o mês, e o aspirador nos será emprestado pelo Programa Melhor em Casa”, explica Viviane. Com as doações, Sofia foi liberada. Na última quarta-feira, uma ambulância da Prefeitura de Santa Cruz trouxe-a de Porto Alegre com a mãe, Tamiris Bastos. A criança utilizou respirador no caminho.

A menina está em condição estável, de acordo com a tia. “Ela tem sua alimentação por sonda e recebe também a medicação dessa forma. Decidimos ter um quadro escolar para nos ajudar nos remédios controlados e também usamos despertador para cada dieta e medicação. Está indo muito bem a adaptação dela em casa, e hoje à tarde receberemos a visita do Programa Melhor em Casa”, contou. Quando completar 6 meses, a bebê vai passar por uma avaliação completa que deve indicar que tipo de sequelas ela terá.

LEIA MAIS: Gesto de carinho e solidariedade de menino é lembrado há mais de 30 anos

Além dos equipamentos, a família de Sofia Bastos recebeu cerca de R$ 1,5 mil em dinheiro, que agora será utilizado na compra de fraldas, medicamentos e outras necessidades da criança. Além disso, uma rifa está sendo realizada em Herveiras e Lagoão. Quando for concluída, o dinheiro será entregue à família.

A tia agradece a ajuda recebida dos voluntários, familiares e amigos. “Meu agradecimento a todos que compartilharam os posts da Sofia e à Gazeta, porque foi a partir da publicação que todos nos levaram mais a sério e tudo se agilizou. Foram muitas pessoas que me abraçaram e me ajudaram a trazer nossa Sofia pra casa, sozinha eu não teria conseguido”, declarou.

LEIA TAMBÉM: Copame recebe presentes em ação de benfeitor anônimo