PANDEMIA 11/01/2021 07h38

Região não recorre e segue com a bandeira vermelha

Consenso entre prefeitos do Vale do Rio Pardo é manter a classificação para tentar restringir as aglomerações

O Vale do Rio Pardo não recorreu da classificação de risco de contágio com o novo coronavírus nesta semana. O mapa preliminar do distanciamento controlado, divulgado pelo governo gaúcho na última sexta-feira, manteve a bandeira vermelha concedida nas últimas semanas. O mapa definitivo será divulgado nesta segunda-feira, 11.

Com base nos números da última semana, nos quais a região apresentou recordes de casos de contaminação e no número de mortes causadas pela Covid-19, os prefeitos da região não recorreram ao governo gaúcho. Por meio de nota, a Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo (Amvarp) informou à Gazeta do Sul que é consenso entre os prefeitos manter a classificação vermelha, mesmo com a possibilidade de adoção de regras mais brandas, para tentar barrar o avanço da pandemia na região.

LEIA MAIS: Região segue em bandeira vermelha no distanciamento controlado

Mapa preliminar para a semana de 12 a 18 de janeiro de 2021

No Rio Grande do Sul, o mapa preliminar da 36ª rodada do modelo de distanciamento controlado recebeu cinco pedidos de reconsideração, contabilizados na manhã de ontem. Os recursos encaminhados por associações regionais e municípios são de lugares classificados em vermelho que almejam a bandeira laranja.

O Estado ficou quase totalmente em vermelho na classificação prévia divulgada na última sexta-feira. Ao todo, 19 das 21 regiões Covid apresentam alto risco epidemiológico e somente duas regiões – as de Ijuí e Santa Rosa – permaneceram em risco médio, na bandeira laranja.

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS


MAIS LIDAS