Covid-19 18/02/2021 19h16 Atualizado às 20h11

Boqueirão do Leão terá lockdown a partir desta sexta

Prefeito Jocemar Barbon (PL) afirma que irá multar em até R$ 5 mil quem descumprir determinação

O município de Boqueirão do Leão vive um momento crítico da pandemia de Covid-19. Apenas na manhã desta quinta-feira, 18, foram registrados 25 novos casos da doença. Com isso, Boqueirão tem 78 pacientes positivados. Para frear o avanço do novo coronavírus, o prefeito Jocemar Barbon (PL) decidiu decretar lockdown neste fim de semana.

De acordo com o decreto, a partir das 19 horas desta sexta-feira, 19, até as 6 horas da próxima segunda-feira, 22, nenhum estabelecimento comercial tem autorização de funcionar, com exceção das farmácias. “Farmácia poderá trabalhar com tele-entrega, de portas fechadas. Tudo fecha, supermercado, posto de gasolina, para tudo”, disse Barbon, em entrevista à Rádio Gazeta.

“Haverá multa para quem descumprir. A penalidade vai de R$ 600,00 a R$ 5 mil. Uma comissão para o controle da Covid está monitorando esta situação”, acrescentou o prefeito.

LEIA TAMBÉM: Confirmadas três novas mortes por Covid-19 em Santa Cruz


Até esta quinta-feira, Boqueirão registrou seis mortes causadas pela Covid-19, sendo três delas ocorridas em dezembro e as demais no início de fevereiro. O prefeito ainda relaciona os óbitos registrados até agora às aglomerações do período eleitoral e às festas de final de ano.

A preocupação agora é com o resultado do período de Carnaval. “Com a chegada da vacina em janeiro e fevereiro, as pessoas acharam que estava tudo resolvido, mas não”, ressaltou. Barbon acredita que esse aumento nos casos está ocorrendo porque moradores viajaram nos últimos dias e acabaram se infectando com a doença, trazendo o vírus para o município. O prefeito não descarta a possibilidade de prolongar o lockdown, caso seja necessário.

O chefe do Executivo de Boqueirão revela que o Hospital Dr. Anuar Elias Aesse, que conta com dez leitos clínicos, está lotado e pacientes de Boqueirão já foram transferidos para outras unidades de saúde da região. De acordo com Barbon, somente no último fim de semana a quantidade de cilindros de oxigênio utilizados foi equivalente ao que normalmente é consumido em um ano no município.

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS