Honra ao juramento 02/03/2021 09h26 Atualizado às 14h24

Com falta de médicos, prefeito de Venâncio assume atendimentos em posto de saúde

Médico ressaltou que o turno foi autorizado pelo Ministério Público e que assinou um termo de atuação como médico voluntário

A situação da pandemia no Vale do Rio Pardo segue preocupando e toda ajuda é bem-vinda. Em Venâncio Aires, o prefeito Jarbas da Rosa levou o juramento que fez bastante à sério: na falta de um profissional que pudesse atender na unidade básica de saúde do Bairro Gressler, o político, que também é médico, voltou ao jaleco. O turno foi realizado na noite dessa segunda-feira, 1º.

Nas redes sociais, o médico pediu licença à comunidade para voltar a atuar: “Diante da superlotação do sistema e da falta de profissionais, não consegui conter minha paixão e responsabilidade como médico. O momento é crítico. Estou fazendo a minha parte”, disse.

LEIA TAMBÉM
Secretários de Saúde defendem lockdown nos Estados em que UTIs estão lotadas
Situação dos hospitais se agrava e risco é de colapso

Segundo relato do prefeito à Folha do Mate, a escala ficou desfalcada após um médico, que começaria a atuar nessa segunda, desistir do cargo. Foi possível ajustar as escalas para cobrir o turno da noite desta terça-feira, 2, e outro profissional deve começar na próxima semana, mas os pacientes ficariam sem atendimento nessa segunda. Então, Jarbas da Rosa decidiu assumir o turno.

“Fique em casa e ajude a não propagar o vírus. Não é sobre decretos ou brechas nas leis. É sobre compaixão e solidariedade com quem precisará de um leito no hospital”, escreveu, em uma publicação acompanhada de uma foto onde aparece paramentado, com máscara e protetor facial. À Folha do Mate, o médico ressaltou que o turno foi autorizado pelo Ministério Público e que assinou um termo de atuação como médico voluntário.

Depois de pedir licença aos meus pacientes para ser prefeito, hoje foi dia de pedir licença a todos os venâncio-airenses…

Publicado por Jarbas Rosa em Segunda-feira, 1 de março de 2021

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS