Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

SEGURANÇA

Assassinato desse domingo foi o terceiro em apenas 19 dias em Santa Cruz

Foto: Alencar da Rosa/Banco de Imagens

Crime ocorrido no Bairro Santo Inácio, em 31 de agosto, segue sendo investigado

Mais um caso de homicídio passa a ser investigado pela 2ª Delegacia de Polícia (2ª DP) de Santa Cruz do Sul. Foi o terceiro assassinato em um intervalo de apenas 19 dias na cidade. Gilmar Ferreira dos Santos, de 33 anos, foi morto a tiros no domingo, 10, à tarde. Informações preliminares dão conta de que ele estava nas proximidades de um bar na Rua Jair Calixto, Bairro Faxinal Menino Deus, quando um homem teria se aproximado, por volta das 17 horas, em uma motocicleta e disparado várias vezes. Dois tiros acabaram acertando a vítima.

Santos chegou a ser levado por familiares até o Hospitalzinho, no Bairro Santa Vitória, mas não resistiu aos ferimentos. “Estamos tomando ciência do fato por completo ainda, mas já realizamos algumas diligências. Até o momento, nenhuma linha investigativa está descartada”, salientou o delegado Alessander Zucuni Garcia, responsável pela 2ª DP. A vítima tinha antecedentes por homicídio, roubo, porte ilegal de arma de fogo, receptação e dano.

LEIA MAIS: Homem morre após ser atingido por tiros no Bairro Faxinal Menino Deus

Santos chegou a estar recolhido no Presídio Regional de Santa Cruz do Sul. Recentemente, no entanto, cumpria pena através de monitoramento por tornozeleira eletrônica. O velório de Gilmar Ferreira dos Santos aconteceu durante a tarde dessa segunda-feira, 11, na Capela da Paz, no Bairro Santa Vitória. O sepultamento ocorreu às 16 horas, no Cemitério Parque Guarda de Deus, Bairro Santuário.

Investigações dos casos estão em andamento

Dos 12 homicídios já registrados este ano no município, este último é o oitavo a ser investigado pela 2ª DP. Quatro já foram elucidados. Dentre os casos em aberto, três foram registrados em 19 dias – além de Gilmar Ferreira dos Santos, assassinado no domingo, as vítimas foram Roberson de Souza, de 24 anos, morto com seis tiros em 21 de setembro no Residencial Santo Antônio, Bairro Progresso; e Jean Antônio Lopes Dias, de 25, atingido por cinco disparos no dia 1º de outubro, na Rua Arthur Alberto Rabuske, também no Progresso.

LEIA TAMBÉM: Mulher é atingida por tiros em Santa Cruz

Outro caso ainda não elucidado sob responsabilidade da 2ª DP é a morte de Deangellis dos Santos Zinn, assassinado com 56 tiros em 21 de março, no Bairro Bom Jesus. “Nesses casos mais recentes, já foram realizadas diligências e algumas informações foram apuradas. Também tomamos depoimentos de algumas pessoas, mas neste momento não podemos revelar detalhes para não prejudicar as investigações. Sobre o caso do Bom Jesus, ainda aguardamos resultado de uma perícia em uma arma apreendida para darmos seguimento”, afirmou Alessander Zucuni Garcia.

Todas as 12 vítimas no ano, incluindo outros quatro crimes sob investigação da 1ª DP, são homens. A média até o momento aponta que pelo menos um assassinato acontece a cada 23 dias em Santa Cruz. O homicídio de domingo foi o primeiro deste ano no Bairro Faxinal Menino Deus. Os outros aconteceram nos bairros Progresso (3), Arroio Grande (2), Bom Jesus, Margarida, Santa Vitória, Santo Inácio, Rio Pardinho e Universitário. Foram nove na Zona Sul e três na Zona Norte da cidade.

LEIA MAIS: O mapa dos homicídios em Santa Cruz do Sul no ano de 2021

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.