Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

TERCEIRA ETAPA

Assembleias microrregionais da Consulta Popular ocorrem no dia 28

Encontros na próxima quinta-feira vão analisar as propostas cadastradas por meio do aplicativo Colab e escolher os delegados

A terceira etapa da Consulta Popular no Vale do Rio Pardo ocorre no próximo dia 28, com as duas assembleias microrregionais. A primeira será na Câmara de Vereadores de Sobradinho, às 9 horas, com a participação dos municípios do Centro-Serra. Já à tarde vai ocorrer na sala 101 do campus da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), às 14 horas, com os municípios do Baixo Vale.

Na pauta estará a análise das propostas que foram cadastradas no aplicativo Colab – 54 delas foram deferidas – e a escolha de delegados, na fração de um para cada dez participantes. Conforme o regimento interno da Consulta Popular 2021/2022, todas as propostas deferidas pelos interlocutores das secretarias estaduais podem ser complementadas e unificadas, quando for possível. A mais curtida/apoiada foi da área do Turismo, que recebeu 33 apoios, e leva o nome de “Ecoturismo-Trilhas”.

Entre as 11 áreas, o Corede Vale do Rio Pardo recebeu propostas em nove delas, que foram: Agricultura (29,62%); Inovação, Ciência e Tecnologia (18,51%); Turismo (12,96%) e Obras (12,96%); Assistência Social (9,25%); Esporte e Lazer (5,55%); Desenvolvimento Econômico (3,70%), Meio Ambiente e Infraestrutura (3,70%) e Direitos Humanos (3,70%).
O presidente do Corede Vale do Rio Pardo, Heitor Álvaro Petry, salienta que na próxima semana, nas assembleias microrregionais, serão definidos os outros quatro projetos a serem incluídos nas cédulas de votação. “Nossa ideia é debater com os Comudes dentro das microrregionais os projetos que serão incluídos, tendo o olhar no nosso Plano Estratégico”, justificou.

LEIA TAMBÉM: Consulta Popular 2021 recebe 1.067 sugestões de projetos

Segundo ele, o valor para o Vale do Rio Pardo será de R$ 1.114.285,71, um acréscimo em relação ao ano passado, quando foram pouco mais de R$ 700 mil. No total, serão destinados R$ 30 milhões para investimento em projetos de desenvolvimento regional nas 28 regiões coredianas.

Votação das demandas

O próximo passo do processo da Consulta Popular será a votação das prioridades, na qual qualquer cidadão, eleitor e maior de 16 anos, pode escolher as demandas da sua região. O voto pode ser por meio do site (a cédula estará disponível nos dias de votação) e do aplicativo Colab. Os dias de votação serão entre 22 e 30 de novembro. A Consulta Popular foi instituída pelo governo do Estado em 1998, por meio da lei 11.179. Nela, a participação popular decide o direcionamento de parte dos investimentos e serviços que constarão no orçamento do Estado. Anualmente, o governo do Estado fixa o valor submetido à deliberação da população. A verba é distribuída entre as 28 regiões, de acordo com critérios como a população de cada região e o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese). Definido o valor para cada região, o governo e os Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes) organizam o processo de discussão em assembleias públicas regionais, públicas municipais e regionais ampliadas.

LEIA MAIS: Região do Corede VRP é a segunda com mais projetos cadastrados no Colab

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.