Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

crime

Autor de homicídio em Vera Cruz se entrega à Brigada Militar

Foto: Alencar da Rosa

Os desdobramentos do primeiro homicídio ocorrido no ano em Vera Cruz começam a ser esclarecidos pela Polícia Civil. O caso aconteceu às 13h30 de sábado, 15. Conforme registrado, a vítima, Gilmar Júnior de Assis de Souza, de 30 anos, estava na Praça José Bonifácio junto de amigos. Eles teriam ido até uma distribuidora de bebidas, nas proximidades. Ao retornarem, um homem se aproximou de Gilmar, desferiu uma facada na cabeça dele e depois fugiu. Os amigos da vítima o levaram ao Hospital Vera Cruz (HVC), onde chegou com vida. Durante o atendimento, porém, acabou não resistindo e faleceu às 5 horas da madrugada de domingo, 16.

Vítima foi identificada como Gilmar Júnior de Assis de Souza, de 30 anos | Foto: Divulgação

O homem de 30 anos era conhecido nos meios policiais e possui antecedentes por crimes como furto, furto qualificado, desacato e posse de entorpecentes. O cadáver passou por exame de necropsia e foi liberado para velório, que ocorreu ainda no domingo, e sepultamento, ocorrido nesta segunda-feira, 17, no cemitério municipal de Vera Cruz. Deixou enlutados o pai Antônio Gilmar Vieira de Souza e irmãos Alexandre Assis de Souza e Lucia Daiane Assis de Souza.

LEIA MAIS: Mulher é detida após furtar tela de escola municipal em Santa Cruz

Ciente do fato, a Delegacia de Polícia (DP) de Vera Cruz passou a trabalhar no caso e abriu um inquérito por homicídio doloso. O delegado Paulo César Schirrmann ouviu duas testemunhas ainda na manhã desta segunda-feira. Também, identificou o autor da facada, que tem 36 anos, é natural de Cruz Alta e morador de Vera Cruz. Na ficha dele, constam crimes como furto, roubo, lesão corporal, ameaça e vias de fato. O nome não foi revelado pelas autoridades policiais.

Durante a tarde desta segunda-feira, o autor se apresentou no módulo da Brigada Militar (BM) que fica na Praça Getúlio Vargas, em Santa Cruz do Sul, e foi preso pela soldado Viviane Amaral, responsável pela Patrulha Comercial. Segundo Viviane, o homem se entregou por volta das 14h20, e relatou estar com medo de represálias por parte de amigos e familiares da vítima. Afirmou ter sido o autor da facada que vitimou Gilmar, mas disse ter agido em legítima defesa. Conforme depoimento à policial militar, o autor alegou estar sob efeito de drogas como crack e cocaína, começou a brigar com Gilmar e que, segundo ele, a vítima teria puxado uma faca, mas o desarmou e efetuou uma facada na cabeça do homem de 30 anos. Neste momento, o homem está sendo ouvido pelo delegado Paulo César Schirrmann.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE SEGURANÇA PÚBLICA

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.