Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

inusitado

Brincadeira de mau gosto na internet vira caso de polícia em Candelária

Delegada conta que vítima registrou a situação e foi ouvida | Foto: Tiago Garcia/Jornal de Candelária

A Delegacia de Polícia (DP) de Candelária investiga quem são os autores de uma série de listas publicadas em grupos de aplicativos de mensagens, que vêm gerando constrangimentos entre moradores do município. As relações, com dezenas de nomes, começaram a ser compartilhadas na semana passada. Desde então, já surgiram listagens de “chatos”, “velhacos”, “cornos” e, recentemente, de pessoas tidas como supostas usuárias de drogas.

Uma quinta lista, que passou a circular nessa quarta-feira, 20, trouxe termos pejorativos e homofóbicos em referência a candelarienses. A Polícia Civil vem observando os casos e o aumento no nível das agressões virtuais. A delegada Alessandra Xavier de Siqueira comentou que há possibilidade de descobrir quem criou as listas. Essas pessoas podem, inclusive, responder criminalmente. “São crimes contra a honra. Os nomes das pessoas estão enumerados por colocação. Já teve vítima que entrou em contato comigo e solicitei que fizesse o registro”, disse a responsável pela DP de Candelária.

LEIA MAIS: Homem tenta evitar prisão soltando cachorro em policiais

Ela pede para que acessem o site da Delegacia On-line e façam o registro dos fatos, pois investigações do tipo dependem de representação das vítimas para começar. Em redes sociais, algumas dessas pessoas já expuseram o descontentamento com as listas compartilhadas em aplicativos de mensagens.

Segundo Alessandra, além dos autores, quem compartilha as listagens também pode ser identificado. “Isso incide no crime de difamação, quando um indivíduo divulga, em meio que facilita a ampla divulgação de informação, algo contra a imagem que a vítima tem perante a sociedade. Infelizmente, as pessoas perdem o bom senso dos fatos e chega uma hora que extrapola”, complementou.

As listas

Pelo menos cinco listas já foram divulgadas em aplicativos de mensagens ou em redes sociais. Nomes de pessoas são enumerados por colocação.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE POLÍCIA

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e fácil de usar. Basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Ainda não é assinante Gazeta? Clique aqui e faça sua assinatura!

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.