Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Avenida

‘Cada jogo é uma final’, destaca Márcio Nunes

Avenida venceu o São Gabriel e assumiu a vice-liderança | Foto: Vinícius Molz Schubert

O Avenida deixou para trás as derrotas sofridas diante de Lajeadense e Guarani ao vencer o São Gabriel por 3 a 1 no Estádio dos Eucaliptos. Com 20 pontos em dez jogos, está na vice-liderança do grupo B do Campeonato Gaúcho da Série A2. O jogo que vale a liderança será na segunda-feira, 27, às 19 horas, novamente nos Eucaliptos, contra o Guarany de Bagé, atual líder com dois pontos à frente.

Os jogadores exaltaram os três pontos obtidos nessa quarta-feira. “A gente sabia da dificuldade do jogo. Não tem jogo ganho. Todo mundo quer ganhar do Avenida. Vamos descansar para buscar a liderança”, disse o meia Alexandre. “Foi um jogo complicado, típico da Divisão de Acesso, com jogadas ríspidas. Quando colocamos a bola no chão, soubemos trabalhar e com calma criamos o resultado. O mais importante foi a vitória depois de duas derrotas”, comentou o zagueiro Luis Henrique.

O triunfo em casa foi exaltado pelo diretor de futebol, Guilherme Eich. “Voltamos a fazer uma partida consistente. Isso é importante. Não foi um jogo fácil, o São Gabriel nos trouxe dificuldades. A equipe precisou se sobressair para vencer. As derrotas servem para ensinar e agora precisamos ter os pés no chão para ter força no jogo de segunda, que pode confirmar a nossa classificação e chegar na liderança”, avaliou.

Para o técnico Márcio Nunes, o Avenida teve confiança para aplicar o modelo de jogo trabalhado desde a pré-temporada e que funcionou bem no início da competição. “A gente perdia a bola e pressionava. Estávamos com esse espírito no segundo tempo e foi assim que a gente conseguiu buscar a vitória. Era uma cobrança dos últimos jogos, mas entendo que a gente não foi muito agressivo pelo desgaste. A gente chegou com mais gente na área e assim conseguimos construir os gols. A vitória recupera a confiança nos atletas”, considerou.

Com jogadores recuperados, Márcio Nunes terá mais opções para escalar a equipe na segunda-feira. “Nossa equipe tem qualidade técnica, com posse de bola. Às vezes, pegamos adversários com linhas baixas que dificultam nossa infiltração. Fora de casa, temos jogos mais competitivos, de muita briga pela segunda bola. Vamos tratar cada jogo como uma final. Nosso grupo está fechado em busca do acesso”, finalizou.

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.