Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

SEGURANÇA

Cisvale busca recursos para o cercamento eletrônico no Vale do Rio Pardo

Tratativas foram retomadas em reunião na última semana: projeto segue em pauta

O Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale) retomou as tratativas do projeto de videomonitoramento e cercamento eletrônico do Vale do Rio Pardo. Na última semana, o Conselho de Administração da entidade esteve reunido para dar andamento à pauta. A iniciativa prevê a instalação de mais 530 pontos na região em três fases. O investimento total é de R$ 21 milhões.

O Cisvale aguarda a aprovação do projeto, protocolado em dezembro do ano passado, no Programa de Incentivo ao Aparelhamento da Segurança do RS (Piseg/RS), para que empresas possam destinar até 5% do ICMS devido para a compra das câmeras e equipamentos.

LEIA TAMBÉM: Cisvale confirma participação na compra coletiva de vacinas

Segundo a assessoria de imprensa do Cisvale, a diretoria já recebeu um aceno positivo sobre a parte técnica e deve solicitar uma reunião com o governador Eduardo Leite para tratar de algumas prioridades e encaminhamentos ainda necessários. Se aprovado, os prefeitos já programam também uma série de encontros com entidades empresariais da região.

Outra alternativa que foi debatida para arrecadar os recursos necessários à implantação da proposta é a mobilização de deputados da região. “Fazer o projeto de videomonitoramento e cercamento eletrônico sair do papel é a prioridade número um da minha gestão no Cisvale. Uma região mais segura significa mais investimentos, geração de emprego e renda, e principalmente mais qualidade de vida”, afirmou a prefeita de Santa Cruz do Sul e presidente do Cisvale, Helena Hermany.

Além de Helena e dos prefeitos de Rio Pardo, Edivilson Brum, de Venâncio Aires, Jarbas da Rosa, e de Pantano Grande, Mano Paganotto, participaram da reunião o comandante do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Rio Pardo (CRPO-VRP), coronel Valmir José dos Reis, o presidente do Grupo de Apoio à Brigada Militar (GABM), Roberto Gross, e o secretário de Segurança, Mobilidade Urbana e Transporte de Santa Cruz do Sul, Everton Oltramari.

Oltramari e Reis participam da concepção da iniciativa desde o início, ainda na gestão do ex-presidente do Cisvale, Cássio Nunes Soares. “Fico contente que a nova diretoria está prosseguindo com esse projeto, que é muito importante para a região. Ele contempla o que há de mais moderno em segurança pública, como reconhecimento facial, leitura de placas e inteligência artificial, auxiliando todas as forças policiais no combate e prevenção da violência”, afirmou Oltramari.

LEIA OUTRAS MATÉRIAS DA ÁREA SE SEGURANÇA PÚBLICA

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.