Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Encruzilhada do Sul

Comunidade denuncia e homem é preso em flagrante por ameaçar ex-companheira

Mandado de busca foi cumprido na tarde de quarta-feira, no Bairro Alto do Renner | Foto: Polícia Civil

Um homem investigado por agredir e ameaçar a ex-companheira com o uso de arma de fogo foi preso na noite de terça-feira, 20, em Encruzilhada do Sul. O fato iniciou com o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na residência desse suspeito, de 29 anos, no Bairro Alto da Rondinha. Segundo a delegada Luana Medeiros, ao avistar as viaturas da Polícia Civil, ele fugiu do local.

Foi então que pessoas do bairro, de forma anônima, acionaram a Brigada Militar (BM) para alertar que o homem procurado teria colocado veículo dele na casa de um vizinho e escondido uma arma de fogo no pátio da mesma residência. Imediatamente, os policiais militares fizeram buscas e localizaram a arma de fogo, um revólver calibre 22 com seis munições intactas. Ainda foram apreendidas 31 munições do mesmo calibre.

LEIA MAIS: Homem é preso por porte ilegal de arma de fogo

Novas denúncias anônimas apontaram para onde o investigado teria fugido, tendo os policiais deslocado até o local e realizado a prisão em flagrante. Foi constatado pelos agentes que a arma apreendida é a mesma utilizada pelo investigado para ameaçar sua ex-companheira. De acordo com a delegada Luana, o suspeito possui diversos registros policiais da mesma natureza, referentes a relacionamentos anteriores.

“Esta ação somente foi possível devido à ajuda da população encruzilhadense, que colaborou de forma eficaz para a prisão. É muito importante a ação conjunta das polícias civil e militar e, mais ainda, a integração com a comunidade. Juntos, conseguimos combater os crimes que assolam a nossa sociedade, e o sigilo das informações repassadas é garantido”, comentou a titular da Delegacia de Polícia de Encruzilhada do Sul.

Após ser preso em flagrante, o homem de 29 anos foi encaminhado ao Presídio Estadual de Encruzilhada do Sul. Já o vizinho responderá pelo crime de favorecimento pessoal. “Este não foi preso porque é infração de menor potencial ofensivo e não cabe flagrante”, explicou a delegada Luana Medeiros.

LEIA TAMBÉM: Mulher é presa por receptação em Encruzilhada do Sul

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.