Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Jovens talentos

Conheça os selecionados no Projeto Repensar Educação

Com o slogan O papel da educação, o Projeto Repensar, da Gazeta Grupo de Comunicações, divulga nesta quinta-feira, 15, os nomes dos oito estudantes selecionados para participar da construção editorial nas diferentes mídias da empresa. Os selecionados terão a oportunidade de expandir seus conhecimentos em áreas como música, fotografia, redação (notícias e coluna), charge, comunicação em rádio, reportagem em vídeo e como influenciador nas redes sociais.

Os conteúdos serão produzidos entre os meses de abril e dezembro, sem carga horária ou exigência de volume de produção. A realização ocorrerá de acordo com a disponibilidade de tempo dos estudantes, sob a orientação de profissionais de todas as mídias do grupo, de forma online. A veiculação ocorrerá nas redes sociais, programas de rádio, edição impressa e Portal Gaz.

LEIA MAIS: Repensar Educação incentiva crianças e adolescentes

Em aproximadamente 20 dias, o projeto recebeu um número surpreendente de inscrições, que vieram de estudantes com idades entre 7 e 18 anos, do Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas e privadas de dez municípios das regiões do Vale do Rio Pardo, Centro-Serra e Metropolitana, como Santa Cruz do Sul, Vera Cruz, Sinimbu, Rio Pardo, Venâncio Aires, Candelária, Passa Sete, Cachoeira do Sul, Vale do Sol e Porto Alegre. Entre as áreas que receberam o maior número de inscritos estiveram a redação de coluna, a fotografia, a charge e a música.

O gerente de Produto e Inovação da Gazeta Grupo de Comunicações, Eduardo Dalla Costa, destaca que a iniciativa teve boa aceitação e surpreendeu pela qualidade do conteúdo enviado pelos candidatos. “Estamos muito contentes com o número expressivo de inscrições que o projeto recebeu, de alunos de diferentes municípios em um período tão curto. Isso sem falar na qualidade das produções. Tivemos muita dificuldade em escolher, por serem produções de alto nível, tanto no Ensino Fundamental quanto no Ensino Médio, o que nos chamou muito a atenção”, comenta.

LEIA MAIS: Projeto Repensar: ensino pode evoluir, apesar da pandemia

Dalla Costa ressalta que o apoio dos familiares foi decisivo para o engajamento e participação dos estudantes. “Vamos trabalhar para despertar o potencial nas áreas que esses estudantes escolheram e têm afinidades. No entanto, o que se percebe é que o olhar dos pais e o incentivo para aprimorar esse interesse foram muito importantes. Na própria inscrição, eles faziam questão de enfatizar os motivos pelos quais os filhos deveriam ser escolhidos. São histórias muito bacanas e que merecem ser contadas”, destaca.

O projeto prevê também ações externas, como um tour das escolas pelas instalações da Gazeta e uma versão compacta do Palco do Saber, além da participação ao vivo na programação das rádios. Todas as ações previstas no Repensar Educação serão adaptadas para que cumpram os protocolos de segurança necessários. O projeto conta com o patrocínio da Corsan e o apoio da Unisc.

LEIA MAIS: Projeto Repensar: professor aposentado mantém horta e pomar no Centro; veja fotos

QUEM SÃO ELES

Música – Canto ou Instrumentista
Júlia Spiazzi Schreiber
, 13 anos, Bairro Renascença, Santa Cruz do Sul, 8º ano do Ensino Fundamental da Escola de Educação Básica Educar-se.

O interesse de Júlia pela música começou muito cedo. Aos 4 anos, começou a cantar. Atualmente é uma das vocalistas da banda da Escola Educar-se e também toca teclado. “Componho desde pequena. Sempre foi algo muito interessante e natural pra mim, embora seja meio envergonhada. Minha principal influência no mundo musical é a cantora Ariana Grande. Com uns 6 anos, costumava tentar imitar os falsetes que ela fazia. Também tenho certas referências vindas dos meus pais, que sempre escutaram rock comigo, mas não é algo que ouço diariamente”, conta.

O designer gráfico da Gazeta do Sul e músico Rodrigo Sperb será o responsável por dar dicas de como trabalhar com melodia, harmonia e compasso.


Fotografia – Olhos do Mundo
Amanda Engelmann Baierle
, 13 anos, Centro de Santa Cruz do Sul, 8º ano do Ensino Fundamental da Escola Ernesto Alves.

O interesse em fotografia começou há cerca de dez anos. Amanda adora registrar todos os lugares por onde passa, mas as fotos de paisagens e da natureza são as que mais a atraem. “Gosto de admirar a beleza nas pequenas coisas. Tem algumas pessoas que não percebem como a natureza é perfeita. Eu vejo muito isso em mim, esse gosto de admirar muito a natureza. E gostaria de saber mais técnicas, aprender sobre ângulos, edição, luz e outros. Sempre tirei fotos com meu celular.”

A fotógrafa Rafaelly Machado, da Gazeta do Sul, será sua instrutora e vai ensiná-la a conseguir os melhores cliques, as configurações da câmera, fazer fotos em movimento e sobre como é a rotina de um fotógrafo de jornal.


Influenciador para Redes Sociais/Influencer
Gabriel Heineck Haberkamp
, 14 anos, Bairro Jardim Europa, Santa Cruz do Sul, 9º ano do Ensino Fundamental da Escola Educar-se.

Gabriel sempre se interessou por informática. Mesmo com deficiência visual, já aos 6 anos gostava de alterar as configurações de computadores. Foi ampliando seu conhecimento e surgiu a vontade de compartilhá-lo. Criou, juntamente com um amigo, o Blind Center – um canal no YouTube e um site para informar outras pessoas, deficientes ou não, sobre como os deficientes visuais utilizam essa tecnologia. “O objetivo do projeto é tanto fornecer conteúdo útil para quem tem deficiência visual quanto para quem enxerga e deseja aprender mais sobre tecnologia ou mesmo entender como os deficientes visuais podem ter acesso a essa área. Através da ferramenta integrada ao sistema operacional Windows 10, ela permite que os deficientes visuais utilizem um computador sem precisar instalar programas adicionais”, explica.

Aline Silva, jornalista e comunicadora da Rádio Gazeta, será a responsável por ensinar dicas de como bombar nas redes sociais e fazer postagens e vídeos bem bacanas.


Apresentação (Reportagem em Vídeo) – Minuto Repensar
Fernanda da Silva Schild, 15 anos, Vera Cruz, 1º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Vera Cruz.

Fernanda sempre demonstrou facilidade em desenvolver atividades ligadas à leitura e à escrita. Desde pequena se encantava pelos livros, com histórias de princesas, bruxas e fadas. Na escolinha, com o incentivo das professoras, decorava poemas com facilidade, mesmo sem saber ler. Depois de alfabetizada, tornou-se uma leitora assídua. “Foi na adolescência que veio a paixão pelo celular. Aprendi a explorar os recursos facilmente, escrevia roteiros, gravava, editava, fazendo minhas próprias produções. Meu sonho é ser apresentadora de TV, e minha família sempre me incentiva a aproveitar todas as oportunidades e a desenvolver minhas potencialidades”, revela.

A jornalista Naiara Beatriz Silveira, do Portal Gaz, vai trabalhar com ela as técnicas para se tornar apresentadora de vídeo.


Comunicação em Rádio – No Ar!
Ícaro Belizário da Silva de Linhares
, 13 anos, Bairro Rubem Berta, Porto Alegre, 7º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal de Ensino Fundamental Lauro Rodrigues.

Ícaro é fã de carteirinha da Rádio Gazeta FM 107,9, tanto que é conhecido carinhosamente como o “Gazetinha do Rauber”, bairro onde passou a infância. Na época em que morava com a família em Santa Cruz, chegou a montar um estúdio de rádio improvisado em uma peça, nos fundos da residência. Bastante criativo e atento, já produziu lives do seu programa de rádio, que tem como referência a programação da emissora da Gazeta Grupo. “Meu pai sempre escutava notícias e comecei a me interessar por isso também. Faço toda programação da minha rádio semelhante à da Gazeta, desde as vinhetas, previsão do tempo, hora certa, manchetes até música e informação. É como se fosse uma rádio de verdade. Gosto muito disso, e pretendo trabalhar em rádio no futuro.”

O jornalista e apresentador Leandro Porto, da Rádio Gazeta, será o responsável por explicar a dinâmica de atuação em rádio, a rotina de apuração, produção e edição das notícias que chegam ao público, além das técnicas de entrevista.


Desenho (charge) Chargista Mirim
Giovanna Mariense Chiapinotto, 13 anos, Bairro Linha Santa Cruz, Santa Cruz do Sul, 8º ano do Ensino Fundamental da Escola de Educação Básica Educar-se.

Natural de Porto Alegre, Giovanna sempre foi uma criança muito criativa e, por influência de suas avós, desde bem novinha já vivia rodeada de lápis de cor. “Sempre gostei muito de desenhar e busquei inspiração nos desenhos da minha tia Lu, que é arquiteta.”

O chargista da Gazeta do Sul, Fernando Barros, vai lhe revelar como é o processo de criação de uma boa charge, misturando pitadas de humor e crítica aos problemas sociais.


Redação (Notícias) Jovem Jornalista
Camila Stéfani Dalberto
, 17 anos, Passa Sete, 3º ano do Ensino Médio da Escola de Ensino Médio Cristo Rei.

Camila mora em Lajeado Sapopema, uma comunidade calma, típica do interior. É descendente de italianos e sente muito orgulho disso. Ela e a família produzem fumo de corda (produto típico daquela região). Gosta de expor suas ideias no papel, tanto de forma crítica quanto informativa. “Gosto de ler livros e o meu favorito é O Diário de Anne Frank, por ser uma história real e que desperta o pensamento de como a sociedade evoluiu. Quero dizer que aqui em casa, onde estudo, sempre há o barulho e o cheiro da natureza e, com isso, com certeza, terei sempre inspiração para escrever a você, leitor! Desde já agradeço”, afirmou a jovem.

O jornalista Pedro Garcia, da Gazeta Sul, vai orientá-la a construir sua própria narrativa dos fatos, nas editorias da Gazeta do Sul e Portal Gaz.


Redação (Coluna) – Coluna Assinada
Arthur Rehling Kolosque
, 13 anos, Bairro Arroio Grande, Santa Cruz do Sul, 8º ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual Gaspar Bartholomay.

Além de estudante, é escoteiro e atleta de judô. Gosta de viajar, conhecer lugares diferentes e faz coleção de moedas estrangeiras. “Na minha pouca idade já realizei muitas coisas, como participar da Campanha Eu Ajudo na Lata, da Unimed. Nesse caso, desde 2016 me dedico à arrecadação e divulgação junto aos amigos, escola e empresas. Também arrecado roupas e brinquedos para crianças carentes e, junto com as enfermeiras do Cemai, criei a bibliotroca. Desde 2013, eu me visto de Harry Potter para levar livros, canetinhas e lápis de cor para as crianças. Tenho um grande interesse em falar de assuntos diversos para outras pessoas, e esta oportunidade na Gazeta será uma experiência incrível na minha vida, visto que, com a pandemia, não consigo sair de casa para realizar as atividades que tanto gosto.”

O orientador de Arthur será o jornalista Ricardo Düren, editor executivo e colunista da Gazeta do Sul, que colocará seu conhecimento e experiência à disposição para ensinar ao jovem os segredos para construir um texto que atraia e mexa com o leitor.

LEIA MAIS: Ensino domiciliar: uma opção boa ou ruim?

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.