Seu bolso 08/10/2020 09h09

Por que em Santa Cruz a gasolina é mais cara?

Pesquisa de preços feita no Vale do Taquari revela uma diferença de 15,7%

Chega a 15,7% a diferença de preços do litro da gasolina comum, comercializado nos postos de Santa Cruz do Sul, na comparação com o mesmo produto vendido às margens da BR-386, no Vale do Taquari. No município de Estrela, ontem, a Gazeta do Sul encontrou gasolina a R$ 4,23. Já em Santa Cruz, a consulta aos postos de diferentes bairros revelou que a maioria desses estabelecimentos vendiam, ontem, a comum por R$ 4,89 – R$ 0,66 mais cara do que na região vizinha.

A Gazeta do Sul percorreu quase 200 quilômetros, saindo de Santa Cruz do Sul em direção a Tabaí e retornando por municípios do Vale do Taquari, na BR-386, para verificar o preço da gasolina. Durante toda a manhã e o início da tarde, a reportagem apurou valores e constatou a diferença, que chega a 15,7% quando se compara o preço mais baixo encontrado com o valor médio de Santa Cruz do Sul – o qual tem pouca variação entre a mais cara e a mais barata.

LEIA MAIS: Preço mínimo da gasolina sobe em Santa Cruz; confira lista de valores

Basta sair da área urbana para perceber uma diferença superior a R$ 0,20. No caminho pela RSC-287, em Linha Pinheiral, os valores para o litro da gasolina comum já ficam na casa dos R$ 4,65. Quando se chega em Venâncio Aires, no quilômetro 81 da 287, a diferença aumenta: R$ 0,40, mas o preço de R$ 4,49 está anunciado em um único posto.

Na medida em que se avança na direção da Região Metropolitana, o preço segue em queda. Em Tabaí, no quilômetro 34,3 da RSC-287, é de R$ 4,34 para a gasolina comum. E ela nem é produto mais vendido no estabelecimento. Segundo o gerente do posto Frizzo, Ataíde Oliveira da Silva, o item que tem maior giro é o óleo diesel. “Mesmo assim, a empresa trabalha com uma margem menor, para poder viabilizar o custo mais em conta ao consumidor”, afirmou.

A rede de postos à qual pertence o Frizzo é de uma distribuidora de combustíveis de Lajeado. Da Silva conta que é prática dessa empresa utilizar uma margem menor, o que faz com que o valor praticado nas bombas seja sempre mais em conta. “Nós ouvimos todos os dias clientes de Santa Cruz do Sul relatando que o preço na cidade deles é muito alto. Alguns abastecem aqui na ida e, na volta, completam o tanque”, comentou.

LEIA TAMBÉM: Gasolina sobe 4% nas refinarias a partir desta quarta

Vai viajar pela BR-386? Então aproveite para abastecer

Após ingressar na rodovia federal, a BR-386, no trevo de Tabaí, a volta para Santa Cruz revela valores de gasolina comum que ficam abaixo da casa dos R$ 4,40. É o caso no município de Paverama, onde ela é vendida por R$ 4,34.

Seguindo a viagem para Santa Cruz pela BR-386, encontra-se gasolina comum a R$ 4,34 em Paverama

No município de Bom Retiro do Sul, surge o segundo valor mais baixo – e que estava mais baixo ainda. No quilômetro 358, o litro de gasolina comum era vendido, ontem, por R$ 4,26. De acordo com os funcionários do posto, há duas semanas, quando o estabelecimento foi inaugurado, o valor de venda era R$ 4,17.

Mais adiante, em Bom Retiro do Sul, o valor do mesmo produto tem uma redução ainda maior: R$ 4,26

Apenas seis quilômetros mais à frente, já no município de Estrela, o preço baixa mais ainda. O litro é vendido a R$ 4,23 – R$ 0,66 mais barato do que o preço médio de Santa Cruz do Sul.

LEIA TAMBÉM: Gasolina sobe mas está mais barata do que há dois anos

Preço elevado também em Rio Pardo

Além de Santa Cruz do Sul, a reportagem da Gazeta do Sul verificou os preços da gasolina comum em Vera Cruz e Rio Pardo. Na média, em Vera Cruz o preço é menor: R$ 4,79. Já na Cidade Histórica, o valor encosta nos R$ 5,00. A média do preço do combustível fica entre R$ 4,98 e R$ 4,99.

Em Vera Cruz, o combustível está mais barato do que em Santa Cruz do Sul

O litro é R$ 0,50 mais barato em Lajeado

No Bairro São Cristóvão, de Lajeado, corredor de ligação entre a área central do município e o campus da Universidade do Vale do Taquari (Univates), uma das regiões mais movimentadas de Lajeado, o preço médio encontrado oscila entre R$ 4,36 e R$ 4,39.

Valor mais alto da gasolina é de R$ 4,39 em uma das principais regiões de Lajeado

No entanto, ao sair do núcleo urbano, em direção a Venâncio Aires, no Vale do Rio Pardo, o valor baixa mais ainda. Na RSC-453, no Bairro Montanha, a gasolina é vendida por R$ 4,25, em um posto localizado na ERS130. Em Cruzeiro do Sul, município que vem a seguir, o preço da gasolina já aumenta um pouco: R$ 4,49.

Sindicato dos postos não faz pesquisa

O Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes do Estado do Rio Grande do Sul (Sulpetro-RS) informou à Gazeta do Sul que a entidade não faz pesquisa de preços. Por meio de sua assessoria de imprensa, o Sulpetro-RS afirmou que a Agência Nacional do Petróleo (ANP) é o órgão responsável pela verificação dos valores.

No portal do governo federal, onde está hospedado o site da ANP, a última sondagem de preços, disponível para consulta, considera o levantamento do valor da gasolina entre os dias 16 e 22 de agosto.

Naquela época, o valor máximo médio do litro da gasolina comum no Rio Grande do Sul era de R$ 4,59.

LEIA TAMBÉM: Inflação de julho foi puxada por preços da gasolina e eletricidade