Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

CASO RAPHAEL

Continua a busca de imagens para identificar motorista que atropelou jovem na BR-471

Raphael, 19, morava no Bairro Progresso

A 2ª Delegacia de Polícia (2ª DP) de Santa Cruz do Sul segue na busca por tentar identificar o motorista que atropelou o jovem Raphael Ribeiro da Silva, de 19 anos, em 25 de dezembro de 2021, nas proximidades do Posto do Giba, na BR-471, Distrito Industrial. Já foi esclarecido que na noite de Natal ele participava de uma festa e teria ficado com ciúme da sua companheira, que estava dançando, dando início a uma discussão. Em virtude disso, teria dito que iria se matar.

O jovem saiu do local onde ocorria o evento, no Progresso, bairro onde também residia com a companheira, e caminhou em direção à BR-471. Uma testemunha que passava pelo local disse a policiais ter visto alguém deitado na pista e, na sequência, um veículo não identificado o teria atropelado. O motorista do automóvel saiu do local sem prestar socorro, deixando Raphael na pista.

LEIA MAIS: Jovem de 19 anos morre atropelado na BR-471

Passados 20 dias, após a tomada de depoimentos de familiares da vítima e da companheira de Raphael, o caso está parado. Graças a uma câmera da Prefeitura instalada nas imediações de onde o fato ocorreu, foi constatado que o veículo que atropelou o jovem tem a cor escura, mas pela movimentação das imagens não foi possível determinar outros detalhes, como o modelo do carro e a placa.

LEIA MAIS: Polícia Civil obtém imagens para identificar veículo envolvido em atropelamento

A partir disso, na última semana os investigadores analisaram outras imagens de câmeras de vigilância, de empresas instaladas nas redondezas de onde o fato aconteceu, mas que não ajudaram na investigação. “Algumas câmeras de empresas têm sensor de presença para quem está próximo, no pátio, mas não filmam lá na rodovia, então dificulta muito”, comentou a delegada Ana Luisa Aita Pippi, que assumiu de forma interina a 2ª DP nas férias do delegado Alessander Zucuni Garcia.

Embora a Polícia Civil admita que ficou difícil esclarecer o caso de forma completa, os agentes garantem que seguem os esforços para encontrar o condutor envolvido. “Ainda não conseguimos identificar o motorista, o que torna difícil esclarecer o caso por completo, pois não sabemos a dinâmica exata do que aconteceu. Lutamos muito por buscar imagens e é isso que ainda estamos fazendo, para verificar por onde o carro seguiu, qual seu trajeto”, afirmou a delegada. O motorista do veículo pode ser enquadrado nos crimes de homicídio culposo de trânsito ou omissão de socorro.

LEIA MAIS: Família pede que motorista que atropelou jovem se apresente

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e fácil de usar. Basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Ainda não é assinante Gazeta? Clique aqui e faça sua assinatura!

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.