Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Operação Ponto Cego

Drogas vindas diretamente de outros países eram armazenadas em sítio em Rio Pardinho

Foto: Alencar da Rosa

Força Tática da Brigada entrou na chácara situada em Rio Pardinho com as equipes dos setores de Inteligência: baque no tráfico

Passavam poucos minutos das 19 horas dessa quarta-feira, 26, quando equipes da Força Tática (FT) da Brigada Militar e dos setores de Inteligência do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Rio Pardo (CRPO/VRP) e do 23º Batalhão de Polícia Militar (23º BPM) ingressaram em um sítio de Linha Travessa, em Rio Pardinho, interior de Santa Cruz do Sul, e deram início àquela que foi chamada de Operação Ponto Cego. O resultado foi a maior apreensão de drogas dos últimos anos em Santa Cruz do Sul e uma das mais expressivas da história na região.

A BM monitorava o sítio, alvo da operação, há mais de um mês. Os policiais sabiam que ali funcionava um depósito de drogas. Os entorpecentes, conforme apurado, vinham diretamente de outros países para serem distribuídos, a partir dali, a todo o Vale do Rio Pardo. No local havia 34,7 quilos de cocaína e 11,45 de maconha, escondidos em malas.

LEIA MAIS: VÍDEO: BM encontra mais de 45 quilos de drogas em sítio no interior de Santa Cruz

Quatro pessoas foram presas em flagrante por tráfico internacional de drogas. Os policiais militares também apreenderam uma espingarda, uma máquina de recarregar munição e dois veículos. A ocorrência foi apresentada ainda durante a noite ao delegado Kléber Bicas Guedes, na Delegacia da Polícia Federal de Santa Cruz do Sul.

“Há mais de um mês, as nossas equipes vêm apurando denúncias e informações de diversas fontes e colaboradores anônimos, que davam conta de que o local onde houve a abordagem era uma chácara para depósito de drogas distribuídas em toda a região. A partir disso, começamos a monitorar e produzimos os documentos que davam conta da transnacionalidade desse delito”, relatou o comandante do CRPO/VRP, coronel Valmir José dos Reis.

Segundo Reis, a droga vem de uma conexão de fora do Brasil para a região. “Por isso apresentamos esse flagrante à Polícia Federal”, complementou o comandante. Conforme os policiais que atuaram na abordagem, os entorpecentes seriam distribuídos em todo o Vale do Rio Pardo.

A quantidade de narcóticos, misturada a outras substâncias, poderia chegar a cerca de 160 quilos ao ser vendida nas bocas de fumo. Com base nisso, a polícia estima que a apreensão dessa quarta-feira gerou um prejuízo de R$ 2 milhões ao crime organizado. O caso passa a ser investigado agora pela Polícia Federal de Santa Cruz do Sul.

Os 34,7 quilos de cocaína e 11,45 de maconha encontrados vieram de fora do País | Foto: Alencar da Rosa

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE POLÍCIA

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.