Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

COLECIONISMO

Espaço Nostalgia: uma coleção que não sai da cabeça

A primeira coluna de 2022 será dedicada a uma coleção realmente incomum: de itens militares, com destaque para os capacetes! Quem nos apresenta esse acervo único é o santa-mariense Carlos Moisés Savian dos Passos, o tenente Savian, da Brigada Militar, que mora em Santa Cruz. Além dessa coleção, vamos recordar também das canetas que cada um tinha nos anos 80, do Vai-Vem da MIMO e dos Tag Hits da Coca-Cola. Vamos nessa?

Colecionismo

Olá, caros leitores! Espero que tenham tido uma boa virada de ano. E, para iniciar 2022, vamos mostrar uma bela coleção de capacetes. O gosto pelos itens militares começou ainda na infância do colecionador, quando brincava com os soldadinhos da Gulliver com seu irmão. Para Carlos Moisés Savian dos Passos, o tenente Savian, da Brigada Militar, santa-mariense de 43 anos que reside em Santa Cruz do Sul mas é comandante em Vera Cruz, casado com a capitã da Brigada Militar Michele da Silva Vargas, pai do João e da Júlia, foi questão de tempo para se tornar um colecionador de itens militares, em especial os capacetes.

Ainda quando servia no Exército, e com a patente de cabo, foi agraciado por um senhor aposentado que morava próximo do quartel e se orgulhava de ter prestado serviço militar, o seu Nilton. Foi um capacete M1. Depois, com o passar do tempo, foi adquirindo outros modelos, entre eles o inglês, o francês, etc.

LEIA MAIS: FOTOS: André Guedes guarda mais de 350 camisetas de clubes

Observando bem de pertinho, tem capacete inclusive com marca de tiros, provavelmente o que salvou o soldado na época. Savian também é um estudioso sobre o assunto, e um dos itens em destaque é o chapéu de aba larga, que pertenceu a uma das primeiras tropas de elite da Brigada Militar na década de 1950 e foi inspirado nas vestimentas do Canadá.

Canetas kilométricas

Dias atrás fui presenteado pela professora Júlia Muradás com vários lápis antigos, e entre eles estava uma caneta que usei muito na década de 1980. Foi em 1986 que surgiu a Kilométrica, uma caneta econômica que escrevia muito mais por um preço milimétrico. Assim pelo menos descrevia o comercial da época. Outra sensação que surgiu entre a garotada, porém um ano depois, foi a Bic 4 cores, uma única caneta que lhe possibilitava escrever em quatro cores, preto, azul, verde e vermelho. Acompanhe abaixo as propagandas desses modelos de caneta daquela época.

Dois modelos inesquecíveis: a Bic 4 cores, acima, e a Kilométrica, abaixo

Vai-Vem: e já foi

Vai-Vem era um brinquedo fácil de encontrar entre a gurizada da década de 1980. Nas praças, nas escolas, não importava o local. Um brinquedo fácil de levar consigo, fabricado em plástico, da marca Mimo. O intuito do jogo era lançar a bola, que era presa por duas cordas, ao concorrente.

Brinquedo marcou época e podia ser visto em parques, praças, escolas; em todo lugar

Tag Hits Coca-Cola 2007

Uma promoção da Coca-Cola direcionada ao público adolescente foi criada em 2007. Seguia o conceito da campanha “Viva o lado Coca-Cola da música”. Juntando 6 pontos, em tampinhas e mais R$ 1,50, a pessoa podia trocar as provas de compras por Tags, colares que então estavam cada vez mais presentes na moda urbana e podiam ser utilizados como pulseiras ou chaveiros.

Além do tag, no momento da troca o participante recebia um cartão vale-brinde, com uma mecânica inovadora e divertida. Para encontrar a mensagem com o prêmio – um ipod do novo modelo shuffle, de tamanho menor que uma caixa de fósforos – era preciso aproximar o decodificador do cartão ao televisor, na hora em que o comercial da promoção estivesse no ar, ou no site da Coca-Cola, na área vermelha indicada, e ainda em alguns postos de troca, os quais contavam com displays luminosos que permitiam a leitura dos cartões. Eram ao todo dez opções de tags, com ilustrações modernas e “musicais”.

LEIA MAIS: Espaço Nostalgia: comunicador coleciona aparelhos de som e antiguidades

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.