Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

SÉTIMA ARTE

Festival Santa Cruz de Cinema projeta recorde de produções inscritas

Foi lançada na noite dessa quinta-feira, 12, no Proeza Beer, a quinta edição do Festival Santa Cruz de Cinema. O evento ocorrerá entre os dias 24 e 28 de outubro e vai contar com produções de todo o Brasil. O tradicional prêmio Tuio Becker foi para o ator Júlio Andrade, que ficou conhecido pelo papel do médico Evandro na série Sob Pressão.

Na mostra competitiva, 18 produções concorrerão nas categorias: melhor filme, melhor filme gaúcho, melhor filme no júri popular, melhor direção, melhor direção de fotografia, melhor direção de arte, melhor ator, melhor atriz, melhor roteiro, melhor montagem, melhor trilha sonora e melhor desenho de som. Já a mostra Olhares Daqui vai selecionar até seis filmes produzidos no âmbito das disciplinas do curso de Comunicação Social da Unisc ou que sejam de realizadores de Santa Cruz.

As inscrições dos filmes podem ser feitas pelo site www.festivalsantacruzdecinema.com.br entre os dias 15 de maio e 30 de junho. Serão aceitos curtas-metragens com até 25 minutos de duração e dos gêneros ficção, animação e documentário, produzidos a partir de 1º de janeiro de 2021. Os selecionados serão divulgados em data a ser definida.

A cerimônia de premiação ocorrerá no dia 28 de outubro, às 19 horas. O Festival Santa Cruz de Cinema é uma realização do Sesc/RS – unidade operacional Santa Cruz do Sul, cursos de Comunicação Social da Unisc e Pé de Coelho Filmes. O patrocínio é da JTI e Município de Santa Cruz do Sul, com apoio da Gazeta Grupo de Comunicações, Proeza Beer e Brasserie Chef Davi.

LEIA MAIS: 5º Festival Santa Cruz de Cinema é lançado nesta quinta-feira

Apoiadores destacam a importância

Em sua nova edição e afirmado no cenário brasileiro do audiovisual, o Festival Santa Cruz de Cinema é uma importante manifestação cultural e também turística para o município, destacam os apoiadores. Para Flávio Goulart, diretor de Assuntos Corporativos e Comunicação da JTI, é fundamental valorizar iniciativas locais. “Ver que o evento já atinge todo o Brasil e até mesmo o exterior mostra que Santa Cruz está no mapa da produção cultural. E isso nos orgulha muito”, afirma.

Flávio: valorização de iniciativas locais | Foto: Alencar da Rosa

Diego Tafarel, da Pé de Coelho Filmes e membro da organização, enfatiza os esforços para fazer as duas últimas edições em meio à pandemia e garante que esta será a maior já realizada. “Cinema é cultura, e a cultura é muito importante para o desenvolvimento do País e da identidade do seu povo.” Pensamento que é reforçado por Davi Rodrigues, proprietário da Brasserie Chef Davi. “Assim como a gastronomia, o cinema é um meio de resgate e, ao mesmo tempo, de registro e perpetuação da cultura de um povo”, sublinha.

Ao comentar sobre as expectativas para a edição, a diretora do Sesc/RS – unidade operacional Santa Cruz do Sul, Roberta Pereira, diz esperar um número recorde de produções inscritas. Inicialmente a divulgação está focada em cineastas e plataformas que divulgam festivais nas redes sociais. “Estamos muito felizes de poder chegar ao quinto ano com o festival já consolidado e respeitado em todo o Rio Grande do Sul e também no Brasil”, destaca. “Para nós, sempre é um momento de muita alegria realizar esse lançamento.”

Esse crescimento é motivo de comemoração também pelo poder público. Para o secretário municipal de Cultura, Marcelo Corá, o festival se tornou uma grande vitrine que divulga Santa Cruz do Sul para todo o País. “Depois de cinco anos, o festival realmente se consolida como uma referência não só em nível regional e estadual, mas também nacional. Cabe a nós, enquanto Secretaria de Cultura, trabalharmos junto e louvar essa turma que lá atrás começou esse sonho”, ressalta.

LEIA TAMBÉM: Festival Santa Cruz de Cinema: “É uma iniciativa que queremos continuar a apoiar”, diz diretor da JTI

Roberta: expectativa com as inscrições | Foto: Alencar da Rosa

Para o professor Rudinei Kopp, do curso de Comunicação Social da Unisc, outro objetivo é atuar junto às escolas de Santa Cruz para levar os estudantes às apresentações e debates. Além de contribuir para a formação dos alunos, a ideia é que eles aprendam a ver os filmes com um olhar crítico. “Em cada noite são seis curtas-metragens. Seis histórias diferentes, seis ‘brasis’ diferentes. Para quem está se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), muitas vezes vemos temas relevantes para a prova sendo abordados nesses filmes.”

O gestor de conteúdo multimídia da Gazeta Grupo de Comunicações, Romar Beling, é mais um a reforçar a relevância do festival em todos os seus âmbitos. “É uma honra apoiar com muita ênfase o Festival Santa Cruz de Cinema, e o fazemos desde os primórdios, em todas as nossas plataformas de mídia”, afirma. Ele observa que desde o início do festival a Gazeta sempre teve convicção de que ele projetaria Santa Cruz e a região perante toda a cinematografia nacional, e isso tem sido confirmado.

O 5º Festival Santa Cruz de Cinema é uma realização do Sesc/RS – Unidade Operacional Santa Cruz do Sul, da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) e da Pé de Coelho Filmes, com patrocínio de JTI e Município de Santa Cruz do Sul. O apoio é da Gazeta Grupo de Comunicações, Proeza Beer e Brasserie Chef Davi.

LEIA TAMBÉM: Festival Santa Cruz de Cinema: um evento que ingressa no cenário nacional

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.