Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

ENTRETENIMENTO

Filmes atrativos são a principal aposta na retomada dos cinemas em Santa Cruz

Ambientes foram readequados para seguir os protocolos das autoridades sanitárias

Há quase três meses reabertos, os dois cinemas de Santa Cruz do Sul comemoram o retorno gradual dos frequentadores. Em razão da pandemia de Covid-19, as salas do Cine Santa Cruz e do Cine Max passaram a maior parte de 2020 fechadas e só puderam retomar as atividades em 15 de maio deste ano.

“Estou bem contente com a procura pelo cinema após a reabertura. Mesmo que, às vezes, em algumas sessões o público seja ínfimo, tenho percebido que essas pessoas estão saindo satisfeitas, se sentem seguras, elogiam nosso cuidado e retornam em outras sessões”, conta a sócia-proprietária do Cine Santa Cruz e Cine Max, Cristchie Bechert. Para ela, os cinemas estão sendo elogiados pelo cumprimento das regras de distanciamento, o que causa segurança nos espectadores para retornar. A  expectativa é de que, com a vacinação, a procura siga aumentando.

LEIA MAIS: Confira os filmes que estão em cartaz em Santa Cruz do Sul

Na reabertura, podendo atender somente 40% da capacidade, a volta do público foi lenta e gradual. “Nos primeiros dias, diversas vezes exibimos sessões para somente uma família, o que para nós é um prejuízo grande também, mas não tanto quanto ficar 100% fechado”, explica.

Enquanto estiveram fechados, os cinemas não demitiram nenhum funcionário, precisaram manter as máquinas funcionando para que não estragassem e ainda tiveram custos com verbas salariais, aluguel, energia e manutenção de equipamentos. “Com o prejuízo de 100%, ainda todos os nossos fornecedores tiveram um expressivo aumento do custo de todas as nossas mercadorias.”

LEIA MAIS: Salas de cinema reabrem em Santa Cruz do Sul

Atendendo com metade da capacidade, a única saída foi reajustar os ingressos. O aumento foi de R$ 4,00 no bilhete inteiro e R$ 2,00 no meio para filmes em 2D, ficando R$ 24,00 o ingresso inteiro e R$ 12,00 o meio. Já no 3D, o reajuste foi de R$ 2,00 e R$ 1,00, passando para R$ 30,00 a entrada inteira e R$ 15,00 a meia.

Um dos principais atrativos são os lançamentos. Com o fechamento no ano passado, muitos filmes foram adiados para 2021 e estão chegando só agora. Desses longas que possuem sequência e muitos fãs, desde a reabertura a maior procura foi pelos filmes Velozes e Furiosos 9, Invocação do Mal 3 e Viúva Negra. Cristchie adianta que há bons títulos já confirmados, como Esquadrão Suicida, cuja pré-venda começa nesta semana; O Poderoso Chefinho 2, Hotel Transilvânia 4 e Homem-Aranha: Sem Volta para Casa.

Medidas seguem em vigor

Cristchie Bechert destaca que as medidas de segurança em função da pandemia seguem em vigor nos dois cinemas. Atualmente as salas recebem 50% da capacidade total e o público deve permanecer de máscara no hall e nas dependências dos shoppings. “Ao adquirir seu ingresso, coabitantes podem sentar juntos. Em relação às outras pessoas, mantém-se falha de uma poltrona ao lado, uma na frente e uma atrás, garantindo que há o devido distanciamento”, explica.

Quando estiver sentado na poltrona, o espectador pode remover a máscara para comer ou beber, mas deve colocá-la novamente ao se levantar. Os intervalos entre as sessões estão maiores, com cerca de 30 minutos para higienização total do ambiente e para evitar que o público das sessões se encontre.

LEIA TAMBÉM: ‘Tempo’, novo filme de M. Night Shyamalan, entra em cartaz nos cinemas de Santa Cruz

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.