Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

CASA E DECORAÇÃO

Foco na bancada: ela deve compor com o mobiliário e oferecer segurança

Foto: Andrea Camillo

Foto: Andrea Camillo

Box, louças sanitárias, armários e metais: além desses itens, a bancada figura como outro recurso essencial para os projetos de banheiro e lavabos. Responsável por organizar o essencial e trazer funcionalidade ao apoiar a cuba, torneira, peças decorativas e itens pessoais, ela deve compor com o mobiliário e oferecer durabilidade e segurança.

Com um amplo portfólio de materiais, aos moradores pode pairar a dúvida sobre qual deles escolher, analisando características que vão muito além da aparência. Por isso, a arquiteta Andrea Camillo desmistifica essa peça de grande peso, com relação à sua estrutura, utilidade e o conjunto no décor.

LEIA TAMBÉM: Saiba como escolher a cadeira ideal para cada ambiente; confira dicas

Principais tipos

  • Pedras naturais – Granito, mármore e limestone são algumas das mais empregadas nos projetos
    de banheiros e lavabos. Entretanto, ao mesmo tempo que são clássicas e elegantes, requerem cuidado por serem porosas e menos resistentes a riscos, manchas e arranhões.
  • Pedras sintéticas – São menos permeáveis e mais resistentes – no caso do porcelanato, um dos elementos mais empregados. No passado, era muito mais usual trabalhar com mármores e granitos. Todavia, com o tempo, o material industrializado foi ganhando força por conta da sua variedade e especificações técnicas. O nanoglass é outro acabamento que aparece na lista: produzido a partir de uma combinação entre resina e pó de vidro, ele torna as bancadas extremamente resistentes. Uma outra opção é o silestone: resultado da mistura entre quartzo natural com resina de poliéster, ele oferece mais de 70 possibilidades de cores que remetem ao limestone.
  • Madeira – Porosa, apresenta um desempenho menor no quesito resistência. Mesmo assim, seus diferentes tons são capazes de dar um toque rústico e aconchegante ao ambiente, caso esse seja o objetivo do projeto arquitetônico.
  • Vidro – Combina perfeitamente com banheiros úmidos ou que têm o uso frequente da torneira. O motivo: por ser quase 100% impermeabilizado, não sofre alterações, como outros materiais, além de adicionar transparência e leveza ao cômodo. Longevidade, impermeabilidade e a fácil limpeza são outras grandes vantagens desse tipo de tampo que é contemplado nos projetos em diversos tamanhos, formatos e espessuras.
  • Concreto ou cimento queimado – Pouco requisitado em função do seu alto custo, é durável, de alta resistência e tem um aspecto moderno e industrial.

Confira o caderno Construção & Decoração:

LEIA TAMBÉM: Uso de tapetes na decoração; saiba como escolher a peça ideal

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e fácil de usar. Basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Ainda não é assinante Gazeta? Clique aqui e faça sua assinatura!

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.