Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

COMBATE À PANDEMIA

Gabinete de Crise mantém região de Santa Cruz em Alerta no Sistema 3As

Foto: Agência Brasil

Em reunião realizada nesta quarta-feira, 9, o Gabinete de Crise decidiu manter o Alerta para a região de Santa Cruz do Sul, além de outras 12 regiões do Estado (Cachoeira do Sul, Caxias do Sul, Cruz Alta, Erechim, Ijuí, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria, Santa Rosa, Santo Ângelo e Uruguaiana). Além disso, emtiu um novo alerta para a região Covid de Bagé e também emitiu Aviso às regiões de Canoas, Guaíba, Lajeado, Novo Hamburgo e Porto Alegre.

As 13 regiões mantidas em Alerta também receberam novos relatórios, em função do agravamento da situação nos respectivos municípios. Todos os documentos estarão disponíveis no site do Sistema 3As e detalham os indicadores das regiões e macrorregiões que tiveram piora.

LEIA MAIS: Situação da Covid-19 volta a preocupar na região

A região de Bagé terá 48 horas, após a notificação por parte do Estado, para apresentar um plano de Ação. A partir do envio, as medidas podem ser adotadas imediatamente, sem necessidade de esperar um aval. As equipes do governo farão uma avaliação do plano remetido e, caso necessário, entrarão em contato com a região para sugerir novas ações.

Desta vez, as regiões de Capão da Canoa e de Taquara, que já haviam recebido Avisos dentro do Sistema 3As de Monitoramento, não foram notificadas. Os dados de casos, óbitos e internações, entre outros, são monitorados diariamente pelas equipes técnicas do governo. Por isso, com base nesse acompanhamento, na última semana, as duas regiões apresentaram melhora do cenário.

A partir de relatos do GT Saúde e do GT Protocolos, o governo do Estado convocará, nos próximos dias, reuniões com os prefeitos das regiões Covid de Cachoeira do Sul, Ijuí, Passo Fundo e Santa Rosa para reforçar a necessidade de medidas adicionais diante da situação crítica da Covid-19 nesses locais, uma vez que as ações adotadas até o momento não foram suficientes para frear a circulação do vírus, havendo inclusive agravamento em algumas regiões. As reuniões serão coordenadas pelos secretários Luiz Carlos Busato (Articulação e Apoio aos Municípios) e Arita Bergmann (Saúde).

LEIA MAIS: Gabinete de Crise emite Alerta para a região de Santa Cruz do Sul

ENTENDA O NOVO ALERTA

Observação: a reunião do GT Saúde foi realizada em 8 de junho, portanto, os dados abaixo foram compilados até essa data. Salvo indicação, os dados têm essa data como referência.

MACRORREGIÃO SUL
Bagé
A região de Bagé apresentou incidência de 414,7 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, um aumento de 32,8% frente à semana anterior. É a quarta maior entre as 21 regiões Covid-19 na última semana e 48,8% superior à média estadual.

Apesar da queda na última semana, a taxa de mortalidade recente de Bagé ainda é a sexta maior do Estado na última semana e 41,1% superior à média estadual.

Ao longo da última semana, o número de internados em leitos clínicos cresceu 15,1%. Assim, a região tem 61 internados por Covid-19 nesse tipo de leito. Nos leitos de UTI, são 18 internados por Covid-19. A taxa de ocupação da região é de 80%, com apenas sete leitos livres.

Com o percentual de 10,2%, Bagé apresenta a menor proporção da população vacinada com a segunda dose entre as 21 regiões Covid-19.

LEIA MAIS: Após Alerta, prefeitos aprovam plano de ação para combater avanço da pandemia na região

ENTENDA OS NOVOS AVISOS
MACRORREGIÃO METROPOLITANA
Canoas

A região de Canoas apresentou incidência de 230,7 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, um aumento de 39,3% frente à anterior.

Ao longo da última semana, o número de internados em leitos clínicos em Canoas cresceu 1,9%. Assim, a região tem 165 internados por Covid-19 nesse tipo de leito.

Com um percentual de 11,7%, Canoas apresenta a quinta menor proporção da população vacinada com a segunda dose no Estado.

Novo Hamburgo

A região de Novo Hamburgo apresentou incidência de 191,8 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, um aumento de 43,7% frente à anterior.

Ao longo da última semana, o número de internados em leitos clínicos em Novo Hamburgo cresceu 5,6%. Assim, a região tem 190 internados por Covid-19 nesse tipo de leito.

No que diz respeito à vacinação, a região de Novo Hamburgo tem um percentual de 10,9% de vacinados com a segunda dose, a terceira menor proporção entre as 21 regiões Covid-19.

LEIA MAIS: Gabinete de Crise emite Alerta para a região de Santa Cruz do Sul

Guaíba

A região de Guaíba apresentou incidência de 152,2 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, um aumento de 51,2% frente à anterior.

Ao longo da última semana, o número de internados em leitos clínicos cresceu 22,6%. Assim, a região tem 65 internados por Covid-19 nesse tipo de leito.

Em leitos de UTI, o aumento foi de 10,9% de internados. A região está com 61 pacientes internados por Covid-19 em UTIs e uma taxa de ocupação de 100%. Com o percentual de 12,4%, Guaíba apresenta a oitava menor proporção da população vacinada com a segunda dose no Estado.

Porto Alegre

A região de Porto Alegre apresentou incidência de 282 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, um aumento de 329,4% frente à anterior. Embora o aumento aparentemente não tenha apresentado repercussão sobre os demais indicadores da região, é necessário atentar para os motivos que ocasionaram o salto nas notificações.

MACRORREGIÃO VALES
Lajeado

A região de Lajeado apresentou incidência de 184,5 novos casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, um aumento de 11,4% frente à anterior.

A taxa de mortalidade acumulada foi de 4,77 óbitos por 100 mil habitantes na última semana, um aumento de 41,7% frente à anterior.

Em leitos clínicos, o aumento de internações foi de 13,7%. Assim, a região tem 83 internados por Covid-19 nesse tipo de leito. Nos leitos de UTI, são 46 pacientes internados com a doença. A taxa de ocupação é de 98,5%, com apenas um leito livre.

LEIA TAMBÉM: Amvarp emite nota sobre o agravamento da pandemia no Vale do Rio Pardo

REGIÕES COM ALERTA
• Bagé (novo Alerta)
• Cachoeira do Sul
• Caxias do Sul
• Cruz Alta
• Erechim
• Ijuí
• Palmeira das Missões
• Passo Fundo
• Pelotas
• Santa Cruz do Sul
• Santa Maria
• Santa Rosa
• Santo Ângelo
• Uruguaiana

REGIÕES COM AVISO
• Canoas (novo Aviso)
• Guaíba (novo Aviso)
• Lajeado (novo Aviso)
• Novo Hamburgo (novo Aviso)
• Porto Alegre (novo Aviso)

O que são os 3 As?

  • Aviso: quando detecta uma tendência, o GT Saúde emite um aviso para a equipe técnica da região. A partir daí, a região deverá redobrar a atenção para o quadro da pandemia.
  • Alerta: quando detecta uma tendência grave, o GT Saúde informa o Gabinete de Crise sobre a necessidade de emitir um alerta para a região. A partir daí, o Gabinete de Crise decide se deve emitir ou não esse alerta para a região, que seguirá sendo monitorada.
  • Ação: se o Gabinete de Crise decidir emitir um alerta, a região terá 48 horas para responder sobre o quadro regional da pandemia e apresentar uma proposta de ações a serem tomadas. Se a resposta da região for considerada adequada, a proposta é aplicada imediatamente, e a região segue sendo monitorada pelo GT Saúde. Caso a resposta não seja adequada, o Estado poderá intervir e estipular ações adicionais a serem seguidas.



LEIA MAIS
VÍDEO: população gaúcha acima de 18 anos deve ser vacinada até setembro, diz Eduardo Leite

ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.