Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Santa Cruz

Investimento na Excelsior deve ser detalhado nesta sexta

Foto: Lula Helfer

JBS controla 53,9% das ações ordinárias da Excelsior, cuja sede fica no Arroio Grande

Devem ser divulgados nesta sexta-feira, 16, detalhes sobre o investimento que a gigante JBS fará em Santa Cruz do Sul. A Excelsior Alimentos está entre as unidades do grupo no Estado incluídas no pacote de R$ 1,7 bilhão anunciado na quarta-feira.

Uma das mais antigas empresas de Santa Cruz, fundada em 1891, a Excelsior foi incorporada à JBS Foods em 2013. Atualmente, conforme informações do site da empresa, a Seara Alimentos Ltda., que pertence à JBS, é detentora de 53,9% das ações ordinárias (que dão direito a voto na assembleia geral) e 36,6% das ações preferenciais, o que configura 46,01% da participação societária total.

LEIA MAIS: JBS vai investir R$ 1,7 bi no Estado; Santa Cruz tem unidade beneficiada

De acordo com o anúncio, o investimento deve ser aplicado na expansão de unidades da JBS até 2023. A centenária planta industrial da Excelsior fica no Bairro Arroio Grande. A empresa comercializa derivados de porco e aves para os três estados do Sul do Brasil.

O pacote abrange fábricas em sete municípios – além de Santa Cruz, Bom Retiro do Sul, Caxias do Sul, Nova Bassano, Passo Fundo, Seberi e Trindade do Sul. Ao todo, a JBS está presente em 25 localidades e gera 18 mil empregos. Com o investimento, devem ser gerados outros 2,7 mil postos de trabalho diretos e cerca de 10 mil indiretos. Do valor de R$ 1,7 bilhão, 33% (R$ 561 milhões) serão destinados às unidades de alimentos preparados de Bom Retiro, Seberi e Santa Cruz.

LEIA TAMBÉM: JBS envia duzentos cilindros de oxigênio para Manaus

“Confiamos muito no Estado”
“É um investimento robusto, em metade das nossas unidades produtivas gaúchas, portanto, distribuído em diferentes regiões do Estado. É um plano consistente, que já está em andamento e esperamos concluir em um prazo agressivo, até 2023. Ou seja, é um volume grande, em pouco tempo, pois confiamos muito no Estado. O RS já era importante para nós e se tornará cada vez mais”, destacou o presidente da JBS América do Sul e da Seara, Wesley Filho, durante o anúncio de quarta-feira, realizado no Palácio Piratini.

LEIA TAMBÉM: Santa Cruz torna-se a sexta maior economia do Rio Grande do Sul

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.