Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

BRASILEIRÃO

Grêmio é goleado e perde a chance de sair do Z4

Foto: Divulgação/Athletico Paranaense/Twitter

O Grêmio perdeu a chance de sair da zona do rebaixamento na noite deste domingo, 26, ao ser derrotado pelo Athlético Paranaense, na Arena da Baixada, em Curitiba. O ex-gremista Pedro Rocha marcou duas vezes para o Furacão no primeiro tempo. Na segunda etapa, Renato Kayzer ampliou fazendo mais dois, e Thiago Sntos e Vanderson marcaram os gols do Tricolor na goleada de 4 a 2 aplicada pelo time paranaense.

Com a décima derrota no Brasileirão, o Tricolor segue amargando a zona do rebaixamento, na 18ª posição, com 22 pontos, à frente apenas do Sport, com 17 pontos, e da Chapecoense, com 10. Apesar da incômoda situação, o Grêmio ainda tem dois jogos à menos em relação ao Santos, que é o primeiro fona do Z4 e tem dois pontos a mais que o time gaúcho.

PRIMEIRO TEMPO

A equipe Tricolor não conseguiu encaixar a marcação, e sofreu muito com o ataque do time da casa. O Athletico ocupava os espaços na frente e criava chances. Renato Kayzer cabeceou com perigo aos nove minutos, mostrando que a equipe visitante teria dificuldades.

O Grêmio arriscou de fora da área duas vezes no primeiro tempo, com Rafinha e com o zagueiro Ruan, mas não conseguia criar oportunidades na área. O gol do Athletico saiu aos 30 minutos. Pedro Rocha recebeu na área pela esquerda e bateu cruzado, entre os zagueiros do Grêmio, para abrir o placar, em um jogo onde o Athletico tinha ampla superioridade na posse de bola e mais volume de jogo. O Grêmio limitava-se a marcar.

No último minuto do tempo regulamentar da primeira etapa, o Furacão ampliou. Pedro Rocha fez seu segundo gol na partida ao completar de cabeça o escanteio cobrado por Nikão. O atacante ganhou de Ruan no alto e fez o 2 a 0 para o Athletico antes da metade da partida.

SEGUNDO TEMPO

Douglas Costa e Léo Pereira foram para o jogo no Tricolor nos lugares de Lucas Silva e Alisson. Mas aos nove minutos, a esperança de uma reviravolta na partida para o Tricolor se esgotou, quando Renato Kayzer venceu mais uma vez a zaga gremista ao receber o cruzamento da direita na pequena área e fazer o terceiro gol do Athletico.

O Grêmio precisou da bola parada para descontar: em escanteio, Thiago Santos saltou para fazer de cabeça para descontar aos 14 minutos, e o placar ficou em 3 a 1.

Mas o torcedor nem teve tempo de esperar a virada, pois aos 16 minutos, Renato Kayzer recebeu de Khellven, que invadiu a área pelo lado direito e cruzou na medida para o atacante colocar a bola para os fundo das redes com o pé direito, fazendo o quarto gol.

O Grêmio descontou mais uma vez. Aos 38, Vanderson apareceu na direita e cruzou para a área com um chute rasteiro. O goleiro Santos acabou falhando e tocou para o fundo do gol, marcando o segundo gol do time gaúcho e deixando a goleada em 4 a 2 para o Athletico, que agora é nono colocado, com 30 pontos.

O próximo jogo do Grêmio é confronto direito para fugir da zona do rebaixamento. O Tricolor joga em casa, domingo, 3 de outubro, a partir das 20h30, contra o Sport, 19º colocado, com 17 pontos.

Caso conquiste a vitória, o Grêmio alcança 25 pontos e passa o Santos, que tem 24 e é o primeiro fora do Z4, na 16ª posição. O time gaúcho tem 20 jogos contra 22 do Santos.

FICHA TÉCNICA
CAMPEONATO BRASILEIRO 22ª RODADA
ATHLETICO PARANAENSE 4X2 GRÊMIO

Local: Arena da Baixada, Curitiba-PR
Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira, auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
VAR: Herman Vani (SP)
Cartões amarelos: Borja, Ruan, Douglas Costa, Rafinha (Grêmio)
Gols: Pedro Rocha, aos 30 e aos 46 min/1ºT, Renato Kayzer, aos 9 e aos 16min/2ºT (Athlético-PR); Thiago Santos, aos 14min/2ºT, Vanderson, aos 38min/2ºT (Grêmio)

ATHLETICO-PR
Santos; T. Heleno (N. Hernández), Zé Ivaldo, Lucas Fasson e Khellven (Marcinho); Richard (Christian), Léo Cittadini, Nicolas, Nikão, Renato Kayzer (Bissoli), Pedro Rocha (Carlos Eduardo)
Técnico: Paulo Autuori

GRÊMIO
Gabriel Chapecó; Vanderson, Ruan, Rodrigues e Rafinha; Thiago Santos (Sarará), Lucas Silva (Léo Pereira) e Villasanti (Darlan); Alisson (Douglas Costa), Ferreira e Borja
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.