Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

44ª EDIÇÃO

Mulheres e jovens se destacam no Pavilhão da Agricultura Familiar da Expointer

Foto: Alencar da Rosa

Vanessa Ferreira, 29, da Agroindústria de Embutidos Ferreira, de Passo do Sobrado, comercializa no Pavilhão da Agricultura Familiar

O Pavilhão da Agricultura Familiar é um dos locais que podem ser visitados na 44ª Expointer, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. Quem for até o espaço poderá conferir as mais variadas produções das famílias rurais do Estado e até de fora dele. Neste ano, a surpresa fica por conta do protagonismo feminino e também dos jovens. Conforme o vice-presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS) e diretor de Política Agrícola e Agroindústria, Eugênio Edevino Zanetti, das agroindústrias presentes no pavilhão, 39% dos empreendimentos são coordenados por mulheres e 21% são liderados por jovens.

O dado representa que, ao todo, 60% dos empreendimentos são conduzidos por mulheres ou jovens. “Isso mostra a importância da agregação de renda, da continuidade das famílias, da sucessão rural. Para nós, é muito gratificante poder ajudar essas famílias no pavilhão, que está sendo um sucesso. Quando a gente fala em agroindústria, fala no sonho de uma família, dos produtos produzidos com a mão de obra familiar, com amor e carinho”, pondera Zanetti.

LEIA MAIS: Mourão destaca ‘orgulho’ pela Expointer, em visita ao parque de exposições

O vice-presidente da Fetag-RS também comenta que as expectativas são boas para os próximos dias da feira. “No ano passado tivemos drive thru, que também foi um sucesso, mas nosso consumidor estava com saudade da Expointer no padrão normal, claro, seguindo todos protocolos de segurança, com a Secretaria de Saúde.” No total, o Pavilhão da Agricultura Familiar tem 218 agroindústrias, divididas em 210 estandes. “Neste ano temos também um intercâmbio com Minas Gerais. São nove agroindústrias mineiras participando da feira”, destaca. “Esses primeiros dias já foram um sucesso, de muito movimento, e muitos comercializaram acima das expectativas. Essa retomada, para nós, está sendo de grande valia”, completa.

Zanetti, o vice-presidente da Fetag-RS | Foto: Alencar da Rosa

Fazenda de Cachoeira do Sul tem o touro mais pesado

O touro Guardião da Boa Esperança supera todos os outros 4.056 animais presentes na 44ª Expointer em termos de peso. O bovino da raça Limousin marcou 1.245 quilos na balança montada para o julgamento de admissão dos animais, no domingo. O porte avantajado é característica da raça, mas também é marca de família. Guardião é filho do reprodutor mais pesado da Expointer de 2017, o touro 3M Batista, de 1.450 quilos.

O proprietário da Fazenda Boa Esperança, de Cachoeira do Sul, Edgar Lima, conduziu o touro Guardião, de 4 anos, até o serviço de pesagem já prevendo que o animal se destacaria na balança. Lima conta que, para ultrapassar uma tonelada, o reprodutor recebeu tratamento todo especial nos últimos meses.

LEIA MAIS: Ingressos para a 44ª Expointer estão à venda de forma on-line

Em março, foi acomodado num piquete, recebendo silagem de milho, casca de soja e ração. Nos últimos 50 dias, passou a residir em estábulo e a alimentação teve um ingrediente a mais: a alfafa. “Vamos levar a julgamento em busca do título de grande campeão”, comenta o criador, que, desde 2000, trabalha com a raça Limousin.

Animal de quatro anos marcou 1.245 quilos no julgamento de admissão, domingo | Foto: Alencar da Rosa

LEIA MAIS: “É um momento importante, de retomada”, diz presidente da Emater/RS durante a Expointer

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.