Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

CINEMA

Os 20 anos do mundo mágico de Harry Potter

Diferente de muitos filmes que conquistam sua fama após o lançamento, Harry Potter e a Pedra Filosofal foi uma produção que já nasceu com certa notoriedade. A série de livros escrita por J. K. Rowling já fazia sucesso globalmente quando a adaptação estreou nos cinemas, em novembro de 2001. O lançamento, que completa 20 anos neste domingo, será comemorado com exibições do longa nos cinemas de todo o Brasil e também em outros países. Será uma chance única para os fãs reverem o filme na tela grande ou conferirem pela primeira vez na experiência diferenciada da sala de cinema.

Em Santa Cruz do Sul, a história poderá ser conferida em sete sessões especiais no Cine Max e no Cine Santa Cruz neste domingo, sendo a primeira à meia-noite de sábado. De acordo com a sócia-proprietária dos dois cinemas, Cristchie Bechert, serão duas sessões dubladas às 15 horas e às 18h15 e uma sessão legendada às 21h15, em cada cinema, e ainda há ingressos disponíveis. “Deveremos ter novidades quanto à liberação de ingressos com o novo decreto do governador. No momento, operamos com 80% da capacidade, mas acredito que teremos a possibilidade de ele autorizar 100% até este final de semana”, explica.

Cristchie frisa que havia uma forte expectativa por parte dos fãs para que ocorresse aqui também a exibição do filme em comemoração ao aniversário de 20 anos. Os cinemas receberam inúmeras solicitações através das redes sociais, pelo WhatsApp e até nas bilheterias, de santa-cruzenses que aguardavam a liberação dos ingressos. “Temos um grupo de fãs que tradicionalmente se veste para assistir aos filmes. Recebi algumas fotos de crianças vestidas e casas decoradas. É lindo de ver, emocionante”, destaca a proprietária. A chance de ver o filme nos cinemas é única, já que, por determinação da Warner mundial, a ação será limitada a apenas esta data, e as salas não estão autorizadas a realizar sessões extras.

LEIA MAIS: Elenco de Harry Potter vai se reunir em especial; veja teaser

Paixão entre pais e filhos
Para muitos potterheads, como são conhecidos os fãs da saga, será a primeira chance de ver o filme no cinema. Muitas pessoas entraram em contato com a história nesses 20 anos, inclusive algumas que nem eram nascidas na época do lançamento. A nutricionista Sandra Blum salienta que começou a acompanhar a série com os filhos Lívia, de 11 anos, e Lorenzo, de 6 anos. “Minha filha gosta muito de ler, e pediu o box de livros do Harry Potter. Paralelamente, ela ia olhando os filmes, e o irmão dela começou a olhar junto, porque na época não sabia ler ainda. E a partir daí, eles se apaixonaram e tudo aqui em casa passou a ser temático: roupas, cobertas e o quarto”, frisa.

Na casa da família, até o pinheirinho de Natal é temático de Harry Potter, e a coleção dos pequenos inclui também outros livros relacionados à saga. A expectativa da família para o domingo está grande, os pais de Lívia e Lorenzo e uma vizinha vão acompanhar a sessão junto a amigos das crianças, que combinaram de ir vestidos com peças alusivas ao filme. A mãe adianta que Lorenzo irá vestido como o personagem Harry, e todos vão conferir o longa pela primeira vez dentro de uma sala de cinema.

LEIA TAMBÉM: J.K. Rowling, criadora de Harry Potter, lança novo livro infantil em outubro

Clássico instantâneo
Harry Potter e a Pedra Filosofal teve direção de Chris Columbus e foi estrelado pelo trio de protagonistas Daniel Radcliffe, como Harry Potter; Emma Watson, como Hermione Granger; e Rupert Grint, como Rony Weasley. Os atores mirins desconhecidos foram alçados ao estrelato pelos papéis na série, crescendo diante das câmeras ao longo dos oito filmes lançados. Com campanhas de marketing milionárias, a série teve bilheterias que bateram recordes, alimentando a venda de produtos licenciados de todo tipo. Além do trio de protagonistas, o elenco estelar é completado por Robbie Coltrane, como Hagrid; Alan Rickman, como Snape; Tom Felton, como Draco Malfoy; Maggie Smith, como Minerva McGonagall; e Richard Harris, como Dumbledore, papel assumido a partir do terceiro longa por Michael Gambon, após a morte de Harris em 2002.

A franquia, que até hoje é uma das mais bem-sucedidas da indústria cinematográfica, narra a história de um menino órfão que é criado pelos tios em um pequeno cômodo embaixo de uma escada. Ele recebe uma carta que o informa de que é um bruxo e será aceito para estudar em Hogwarts, uma prestigiada escola de magia.

Harry Potter tornou-se um produto cultural tão bem-sucedido não só pela narrativa cativante, pelos livros e filmes bem feitos, mas por possuir uma história que fala da luta constante do bem contra o mal. Sua narrativa de um adolescente que se sente deslocado e perdido ressoa fortemente junto a audiências de todas as idades. A saga não só abriu caminho para investimentos no cinema de fantasia e em produtos voltados para os adolescentes, mas também foi um grande incentivador da leitura para crianças e jovens. Sua iconografia permeia a cultura pop e é referência para obras lançadas mais tarde.

O furor pela saga e seus produtos derivados é tão grande que a comemoração pelos 20 anos do primeiro filme da série contará também com um especial. Anunciado pelo serviço de streaming HBO Max nesta semana, o programa “Harry Potter – 20 anos de Magia: De Volta a Hogwarts” será lançado em 1o de janeiro de 2022. O conteúdo inédito contará com um reencontro dos atores e presença do elenco principal, com Daniel Radcliffe, Rupert Grint e Emma Watson, além de Helena Bonham Carter, Tom Felton, Robbie Coltrane e outros atores.

LEIA MAIS: Saga de Harry Potter completa 20 anos no Brasil

Das páginas para a tela
Joanne Rowling era uma candidata improvável ao sucesso quando começou a escrever a série de livros Harry Potter, no fim dos anos 1990. No meio de uma crise financeira e pessoal, a britânica trouxe ao mundo uma das histórias mais amadas do século 21. A escritora havia perdido a mãe, dado à luz a primeira filha, se divorciado do marido e declarado falência, quando, numa viagem de trem até Manchester, teve a ideia da história do bruxinho. O café The Elephant House, em Edimburgo, foi um dos locais onde ela sentava diariamente para escrever o primeiro livro da saga, que, após entregue a diversas editoras, foi recusado oito vezes antes de aprovado para publicação em 1997, com uma tiragem de mil exemplares. Os editores achavam que uma autora mulher não faria sucesso escrevendo fantasia. Então, ela usou J. K. para assinar a obra.

O sucesso foi tão grande que a autora continuou escrevendo, ganhando prêmios e lançando as sequências A Câmara Secreta, O Prisioneiro de Azkaban, O Cálice de Fogo, A Ordem da Fênix, O Enigma do Príncipe e As Relíquias da Morte. Ela colaborou nas adaptações para o cinema, revisando os roteiros e atuando como consultora criativa. Uma de suas exigências, por exemplo, era que todo o elenco fosse de atores britânicos, o que foi acatado. Em 2015, foi lançada também uma peça de teatro, Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, que conta a história do filho caçula de Harry, Alvo. A autora também atua na série de filmes derivada do universo, Animais Fantásticos e Onde Habitam.

De lá para cá, a história transformou J. K. Row-ling em uma das pessoas mais ricas do Reino Unido, conhecida pelas ações filantrópicas, com Harry Potter figurando como uma das séries de livros mais vendidas globalmente. Sua história extrapolou as páginas dos livros, ganhando não só o cinema, mas parques de diversão, videogames em diversas plataformas, lojas temáticas, peças de teatro, brinquedos, músicas e tatuagens gravadas na pele de centenas de milhares de fãs. Os fanáticos por Potter estão sempre ávidos por mais histórias do mundo bruxo e outros conteúdos sobre os personagens. No entanto, recentemente a autora enfrenta polêmicas após declarações consideradas transfóbicas, e não foi convidada para participar do especial de reencontro organizado pela HBO Max.

LEIA MAIS: Com livro ‘A Criança Amaldiçoada’, franquia de Harry Potter revive

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.