Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Cuidados

Veja dicas para deixar pele e cabelo hidratados e protegidos no inverno

Foto: Freepik.com

Sol, calor, temperaturas girando em torno dos 30 graus. Essas informações poderiam estar em matérias publicadas em dezembro, janeiro e fevereiro. No Rio Grande do Sul, neste ano, porém, elas fazem parte das pautas de julho. O tradicional veranico de maio perdeu-se no calendário e deu as caras no que seria o auge do inverno. Mas o período quente acabou. Os termômetros voltaram a apontar o que é considerado mais normal para os gaúchos. Haja estrutura física para tamanha variação!

E os cuidados com a amplitude térmica não devem ficar restritos a evitar sintomas gripais ou algo do tipo. A pele sofre, especialmente, com o frio. Costuma ficar seca e sensível. “No inverno, tanto o rosto quanto o corpo costumam ficar mais ressecados”, afirma a dermatologista Gabriela Gassen. Ela explica que é um período no qual se produz menos oleosidade natural e, se a pele não for devidamente tratada, pode ficar irritada.

Dermatologista Gabriela Gassen | Foto: arquivo pessoal

LEIA TAMBÉM: Oscilação no Rio Grande do Sul, calor extremo na Europa: o que causa tantas variações nas temperaturas?

Fugir do frio não é possível, pelo menos não durante todo o período de inverno. Então, a solução é buscar as alternativas disponíveis e a orientação de profissionais qualificados para suprir eventuais deficiências e garantir ações preventivas. “Devemos hidratar cada tipo de pele com hidratante e cuidados específicos e individualizados”, reforça a profissional.

Algo, no entanto, de consenso é a necessidade da utilização do protetor solar. Muitos devem pensar: “para que usar esse produto se o sol tem uma incidência menor durante o inverno?”. Gabriela destaca que ele protege contra os danos dos raios ultravioleta tipo B, principal causador do câncer de pele, mesmo este sendo menor durante o inverno. “Além disso, há também os raios do tipo A, que possuem um alto poder de penetração e causam vários tipos de manchas, perda de colágeno e flacidez na pele”, observa.

LEIA TAMBÉM: Primeiro semestre termina com chuva acima da média em Santa Cruz

A orientação para uso é igual à do período de verão. O fotoprotetor deve ser reaplicado a cada duas horas. E sua capacidade de proteção, o FPS, deve ser no mínimo 30. Além do sol, que é mais leve no período, o produto vai proteger da ação, por exemplo, da iluminação doméstica, do trabalho e até do computador e outras telas. 

Temperatura esfria, água do banho esquenta

Colocar muitos agasalhos para garantir a temperatura ideal, quando está frio, é normal. O problema é, na hora de tomar banho, ter de tirar todas as roupas e encarar o chuveiro. Nesse momento, uma boa quantidade de água bem quente parece ser o ideal. Talvez naquele instante sim, mas o fato é que ela pode retirar parte da camada hidrolipídica da pele. E isso, conforme a dermatologista Gabriela Gassen, provoca ressecamento, coceira e um aspecto mais áspero.

LEIA TAMBÉM: Veja por que os casos de AVC são mais comuns no inverno

A água muito aquecida também é inconveniente para os cabelos. A alta temperatura estimula o aumento da oleosidade no couro cabeludo, causando ou piorando quadros de dermatite seborreica, a conhecida “caspa”, além de fazer com que haja maior queda capilar. “A condição é caracterizada por coceira, descamação e inflamação no couro cabeludo e outras regiões oleosas do corpo, como sobrancelhas, tórax, cantos do nariz e pálpebras”, acrescenta.

Gabriela enfatiza que essa é uma doença crônica, que apresenta períodos de melhora e piora dos sintomas. A causa não é totalmente conhecida, e a inflamação pode ter origem genética ou causada pelo fungo Pityrosporum ovaleser. “Também pode ser desencadeada por agentes externos, como alergias, situações de fadiga ou estresse emocional, baixa temperatura, álcool, medicamentos e excesso de oleosidade”, ressalta. 

LEIA TAMBÉM: Confira dicas para evitar que frio afete sono no inverno

A ideia de que a dermatite seborreica ganha mais força com as lavagens frequentes, alerta Gabriela, é mito. É importante manter a higiene dos cabelos, assim como do restante do corpo. E a hidratação também é uma opção viável e importante para esta época do ano, evitando fios ressecados e quebradiços. 

A dica é usar um xampu adequado e a hidratação deve ser feita apenas nos fios, longe das raízes. “Para os pacientes que possuem dermatite seborreica, o tratamento precoce é importante e pode envolver as seguintes medidas: lavagens mais frequentes, interrupção do uso de sprays, pomadas e géis para o cabelo, o não uso de chapéus ou bonés, o uso de xampus que contenham ácido salicílico, alcatrão, selênio, enxofre, zinco e antifúngicos, o uso de cremes/pomadas também com antifúngicos e eventualmente com corticosteroide, entre outros especificados pelo dermatologista”, indica. O específico para cada caso deve ser indicado por profissional habilitado.

LEIA TAMBÉM: Estudo estima que mais de 4 mil idosos vacinados foram poupados por ano no Rio Grande do Sul

Dicas

  • Beber no mínimo dois litros de água por dia
  • Evitar banhos quentes e muito demorados; evitar se ensaboar demais e usar buchas
  • Usar o hidratante logo após sair do banho – ainda no banheiro – com aquele vaporzinho pós-banho, que ajuda na penetração do creme
  • Para peles oleosas, e acneicas, evitar hidratante comum no rosto, usar gel ou sérum nas áreas de maior oleosidade (rosto e tórax)
  • Os lábios também costumam ressecar muito no inverno. É importante usar hidratantes específicos para essa região e, assim, evitar rachaduras
  • Usar filtro solar diariamente

LEIA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO PORTAL GAZ

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e fácil de usar. Basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Ainda não é assinante Gazeta? Clique aqui e faça sua assinatura!

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.