Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Publicidade

ENCHENTE

Pelo menos 120 residências sofreram danos em Sinimbu

Foto: Alencar da Rosa

Sinimbu foi uma das cidades mais afetadas pela enxurrada no Vale do Rio Pardo

A cidade de Sinimbu foi a primeira a receber profissionais voluntários do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Sul (Crea-RS) para uma análise técnica de danos, devido à enchente do início deste mês. Uma ação preliminar ocorreu em Vila Mariante, em Venâncio Aires. Neste fim de semana, os técnicos estarão novamente na Capital do Chimarrão.


No último sábado, em Sinimbu, pelo menos 120 laudos técnicos foram emitidos, apenas de residências danificadas. A ação foi intermediada pelo Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale). Ao todo, 15 engenheiros estiveram no local, com apoio do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia (Ibape-RS).
A ação ocorre em municípios que tiveram decretado o estado de calamidade pública reconhecido pelo decreto estadual.

LEIA TAMBÉM: Exército vai instalar ponte para passagem de veículos em Sinimbu

Publicidade

Em entrevista à Rádio Gazeta FM 107,9, o engenheiro institucional do Crea-RS, Fábio Chaves, ressaltou que todo o trabalho é feito por voluntários.
Desde a abertura do credenciamento, mais de 3 mil profissionais já se inscreveram para participar. “Os engenheiros vão até o local e verificam as estruturas, se há possibilidade de retorno dos moradores ou não.”

Os laudos técnicos de Sinimbu devem ser entregues nesta sexta-feira à prefeita Sandra Backes.
Neste momento, as ações serão executadas em conjunto com as equipes técnicas de cada administração municipal, e vão contribuir para avaliar as reais condições das residências após os danos causados pela enchente, bem como orientar os moradores e o poder público sobre as medidas necessárias.


Em Venâncio Aires, o grupo estima que mais de 300 casas precisem de vistoria estrutural. A atividade vai ocorrer novamente entre entre este sábado e a próxima segunda-feira. As equipes virão de Porto Alegre. “Nesse local, constatou-se que algumas residências não existem mais, mas é necessário o laudo para liberação dos aluguéis sociais”, destacou Chaves.

Publicidade

LEIA TAMBÉM: Apenados atuam na limpeza de municípios da região

Saiba mais

Diante da calamidade pública que assola o Estado, o Crea abriu credenciamento para mobilizar os profissionais ao trabalho voluntário de apoio técnico, com vistas à reconstrução da infraestrutura e de moradias nos municípios.


Desde o início do cadastro, mais de 3 mil profissionais se voluntariaram, mas esse contingente precisa ser ampliado, tendo em vista o número de casas, edificações, vias, estradas e obras-de-arte (pontes, por exemplo) que sofreram danos ou colapsaram nos mais de 400 municípios atingidos.
As cidades que necessitarem do serviço dos profissionais podem enviar um ofício ao e-mail [email protected].

Publicidade

*Colaborou Ronaldo Falkenback

LEIA MAIS NOTÍCIAS DA REGIÃO

Chegou a newsletter do Gaz! 🤩 Tudo que vocêprecisa saber direto no seu e-mail. Conteúdo exclusivo e confiável sobre Santa Cruz e região. É gratuito. Inscreva-se agora no link » cutt.ly/newsletter-do-Gaz 💙

Publicidade

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.