Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

FUTURISMO & INOVAÇÃO

Polarizações atrasam o futuro

Liberdade no latim significa o direito de fazer escolhas de acordo com a própria vontade. Na filosofia, a liberdade é classificada como a independência, o direito de agir segundo o seu livre-arbítrio, desde que não prejudique outra pessoa.

Libertários não concordam com nenhuma prática que envolva agressão à soberania que o ser humano tem sob o seu corpo, sua propriedade. Sempre se manifestaram publicamente a respeito dessas questões, procurando colocar regras impostas em xeque, questionando os eventos que supostamente são para o bem de todos.

Sou a favor do questionamento, e cuido muito dos termos certo e errado, esquerda e direita, porque eles sempre dependem do tema, do ponto de vista e do objetivo relativo.

Acredito em um futuro livre, com humanos donos e agentes de sua própria existência. Não podemos mais aceitar manipulações, colonizações ou padrões do que apenas alguns consideram adequado ou normal para nossa sociedade.

O normal é fabricado.

Para exercer a liberdade, é preciso responsabilidade. Precisamos filtrar com sabedoria tudo que se apresenta como caminho único para o bem coletivo.

Não quer se vacinar? É seu direito, mas viva dentro dos limites sociais que não vacinados precisarão respeitar frente às escolhas que fizeram. Se você se vacinou, ótimo, siga a vida e evite catequizar quem escolheu não se vacinar, e saiba que, mesmo assim, acesso a tratamento é um direito de todos.

Seja coerente com suas escolhas, continue seguindo os protocolos e não se cale frente a quem os desrespeita. Seja ativo e pró-ativo, só assim o mundo será diferente.

Ninguém sabe sobre as consequências da vacina ou da não vacina. A própria ciência está em transformação e tudo é um experimento. Precisamos de mais tempo para ter dados concretos.

Economia, política e vacina são polêmicas que tem atrasado nosso caminhar para o futuro. A pandemia não vai acabar, as coisas não voltarão ao estado de antes e o próximo presidente não salvará o Brasil de si mesmo.

A economia deve crescer lentamente daqui para frente. É hora de parar de correr atrás de dinheiro e prestar atenção no que realmente garante a vida neste planeta.

Politize-se, mas não polarize. Vote bem neste ano. Enriqueça seu pensamento sempre que puder ouvindo diferentes pontos de vista.

Respeite o momento do mundo. Seu direito de ser livre acaba quando você sai da sua casa e convive com outras pessoas. Precisamos coexistir e seguir a vida da forma como é possível agora e criar uma nova realidade. Chega de barulho. Ele nos faz perder o foco.

Enquanto isso, a vida avança. Temos que assumir o volante do futuro que queremos, ou nossos descendentes não terão vida alguma possível por aqui. O alerta vermelho já foi acionado. Ultrapassamos os limites que o planeta precisa para se manter e nos oferecer uma vida minimamente possível por aqui.

LEIA MAIS COLUNAS DE JAQUELINE WEIGEL

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.