Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

violência doméstica

Polícia Civil investiga tortura praticada contra mulher de 28 anos em Venâncio Aires

Uma mulher de 28 anos está se recuperando de uma cirurgia para extração do baço, no Hospital São Sebastião Mártir, em Venâncio Aires. O procedimento foi necessário após ela ter sido brutalmente agredida pelo companheiro, com quem mantinha relacionamento há cinco anos. O crime, que está sendo investigado pela Polícia Civil, aconteceu na manhã de segunda-feira, 20, quando o homem descobriu que a mulher havia saído para comemorar o aniversário com amigas, enquanto ele estava fora do município.

De acordo com o delegado Vinícius Assunção, a apuração feita até o momento indica que a mulher foi torturada, já que foi amarrada em uma cadeira, teve os braços imobilizados e a boca tampada. As agressões – socos, chutes e golpes de facão – duraram uma hora e meia, conforme depoimento da vítima, que informou ter começado às 8 horas e cessado às 9h30 da segunda-feira. O homem só parou de agredí-la quando a mulher se queixou de fortes dores. Ele, então, solicitou ao vizinho que a levasse para o hospital.

LEIA MAIS: Draco indicia dupla por assalto a motorista de aplicativo

Ela deu entrada no São Sebastião Mártir com escoriações por todo o corpo e graves ferimentos, tanto que foi necessário retirar o baço. Na manhã desta quarta-feira, 22, a Polícia Civil colheu o depoimento dela no hospital. A vítima relatou que o marido teria questionado ela sobre uma foto que viu nas redes sociais, em que ela aparecia na comemoração do próprio aniversário com as amigas. Segundo a mulher, ela confirmou a saída e ele imediatamente perdeu o controle e passou a agredí-la.

O delegado afirmou que o fato está sendo tratado com grande dedicação, tendo em vista a gravidade da situação. Durante a investigação, a equipe pretende reunir o maior número de elementos possíveis para circunstanciar os fatos. A vítima vai passar por um exame de lesão corporal com perito oficial, para avaliar a real proporção dos ferimentos. Assunção informou, ainda, que, dependendo da conclusão da investigação, o homem poderá responder por tortura – com acréscimo da pena em virtude de lesão grave, como a retirada de um órgão -, tentativa de feminicídio ou lesão corporal grave.

A vítima solicitou medidas protetivas de urgência, que já foram deferidas pelo Poder Judiciário. “Esperamos ter um desfecho em breve, com a responsabilização desse homem, autor de um ato tão covarde e brutal, que quase ceifou a vida de uma mulher”, finalizou.

LEIA MAIS: Policia Civil prende condenado por homicídio em Sobradinho

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.