Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

CLÁSSICOS

Por dentro da Oktober: os símbolos do evento e a tradição da Banda Munich

Quando falamos da cara da Festa da Alegria, tem uma família que imediatamente vem à mente. Fritz, Frida, Max e Milli são símbolos da Oktoberfest. Eles animam desfiles e eventos; e passeiam pelo parque cumprimentando os visitantes e tirando muitas fotos com adultos, e, principalmente, com as crianças. O casal está, inclusive, na entrada de Santa Cruz do Sul e é reconhecido em todos os lugares. Além da roupa tradicional usada na festa, a família possui um traje especial utilizado nos eventos solenes, e durante a pandemia ganhou também máscaras de proteção.

Representantes da alegria da Oktober, as soberanas têm um papel-chave na divulgação do evento. Neste ano, a corte é formada pela rainha Luana Terezinha Rech, de 22 anos; e pelas princesas Amanda Angélica Beckenkamp, 25 anos, e Renata Maria Müller, 26, além da soberana destaque, Luiza Fischer de Almeida, de 24 anos. Para a presidente da 36a Oktoberfest, Roberta Pereira, as meninas aceitaram o desafio de divulgar o evento com formato diferente.

“Elas estão se saindo muito bem, são muito engajadas e estão preparadas, conhecendo as atrações para falar sobre elas em todas as divulgações”, conta. O traje das soberanas foi confeccionado em vermelho, dourado e verde, em alusão às tradições germânicas e à bandeira do Rio Grande do Sul.

LEIA MAIS: Vai começar a festa! Abertura da 36ª Oktober ocorre nesta quinta-feira

O estilo germânico da Banda Munich

Uma das atrações da 36ª Oktoberfest, a Banda Munich já é figurinha confirmada na Festa da Alegria como banda oficial do evento. Formado em 2006, com dez componentes, o grupo conserva as raízes do estilo germânico, mas mantém um repertório variado e conquista o público pelo carisma e animação dos integrantes. A formação atual conta com Aldemir Santos no trombone, Gustavo Muller e Jonathan Paulus nos trompetes, Mateus Roos, Taenã Garmatz e Gustavo Henrichsen nos saxofones, Edvino Hirsch no contrabaixo, Ademir Janke no vocal e gaita, Claudiomiro Nascimento na guitarra e vocal e Luis Fernando Kopp no vocal e bateria.

LEIA MAIS: Oktoberfest terá desfiles todos os dias; veja como participar

Mesmo para uma banda que participa do evento há muitos anos, a sensação é como se fosse a primeira Festa da Alegria, após tanto tempo de separação do público. “A pandemia nos deixou muitos ensinamentos. Coisas corriqueiras, como um abraço, um aperto de mão e um copo de chope compartilhado com amigos, se tornaram algo distante da realidade”, disse um componente. Os músicos comemoram o reencontro com os santa-cruzenses, que acontece durante as apresentações itinerantes da banda, animando o público no Parque da Oktoberfest.

LEIA MAIS: 36ª Oktoberfest terá horário ampliado e venda de ingressos na Bilheteria do Pórtico

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.