Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

AGRICULTURA

Por dentro da safra: mais uma semana que começa com chuva

Foto: Giovane Luiz Weber/Divulgação/GS

Olá, pessoal! Tudo bem? E começamos mais uma semana com muita chuva. Nessa segunda-feira, 13, o dia amanheceu com temporal bastante forte, e isso sempre causa muita apreensão para quem trabalha e produz no meio rural. Como ainda havia umidade acumulada da semana passada, e foram poucos dias com sol, qualquer chuva faz a água ficar acumulada no quintal e nas lavouras, como se pode ver na foto abaixo, que fiz ontem pela manhã em nossa propriedade.

Por ora, o tabaco ainda não registra nenhum prejuízo, mas se continuar chovendo muito ao longo dos próximos dias, a situação pode mudar rapidamente. E o cenário é mais complicado para quem já tem as plantas de porte maior, algumas em fase de desponte da flor ou de colheita. Nesse caso, elas são muito mais vulneráveis ao vento forte, que as derruba ou inclina, e fica dificultada a operação da retirada da flor depois.

Com o temporal, sempre o risco de granizo

Além dos eventuais transtornos que o excesso de chuva e de umidade pode causar, tanto ao tabaco quanto a outras culturas, cada novo temporal que surge no horizonte, nessa época, deixa os agricultores angustiados. Porque, além do aguaceiro e da ventania, não é incomum que se verifique granizo.

Nessa segunda, aqui na propriedade, começaram a cair algumas pedrinhas de gelo. Pequenas e poucas, é verdade, e que não chegaram a causar danos às folhas do tabaco, mas quando isso ocorre é inevitável que a gente fique com o coração apertado, porque, por vezes, é questão de poucos minutos para que a safra toda seja perdida. E por essa razão é tão importante ter a lavoura inscrita no Departamento de Mutualidade da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra).

Giovane Luiz Weber/Divulgação/GS

As culturas agora precisam de dias de sol

Fica a expectativa de que nos próximos dias o tempo volte a se firmar, e que se tenha alguns dias mais ensolarados, porque as culturas precisam disso para se desenvolver bem. Não só o tabaco, mas todas as demais plantas crescem muito bem; fui conferir a batatinha, a Jahres Kartofel, batata de ano, no final de semana, e ainda está bonita. Só que o excesso de umidade pode fazer ela começar a apodrecer. E o inço, claro, cresce muito rápido com esse tempo.

No tabaco, estamos aguardando para fazer a aplicação da segunda dose de salitre. Os meus pais já aplicaram essa segunda dose na parcela deles da lavoura, mas eu e minha esposa Louvane optamos por esperar, para fazer isso só após esse período de chuvas.

LEIA MAIS: Por dentro da safra: uma semana que começa com cerração

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.