Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

‘AVANÇAR’

Programa estadual prevê R$ 23 milhões para a ERS-403

Foto: Alencar da Rosa

Estrada que liga Rio Pardo a Cachoeira do Sul ainda tem um trecho de 23 quilômetros sem pavimentação

O governo do Estado anunciou nessa quarta-feira, 9, um pacote de investimentos de R$ 1,3 bilhão para a pavimentação e recuperação de rodovias estaduais. Dentro desse montante está prevista a liberação de R$ 23 milhões para o prosseguimento do asfaltamento da ERS-403, rodovia que liga Rio Pardo a Cachoeira do Sul. Não há uma data estipulada para a conclusão dos trabalhos, que só devem terminar após 2022. São 15,9 quilômetros a serem pavimentados até o ano que vem, e ainda restarão 7 quilômetros de estrada de terra.

A previsão do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) é asfaltar 6,4 quilômetros em 2021 e 9,5 quilômetros em 2022, com o restante ficando para os próximos anos. Será liberado ainda R$ 1,4 milhão para a conclusão das obras que já estão em andamento no trecho e devem ser finalizadas ainda em 2021. As empresas responsáveis pela execução dos serviços são a Conpasul, de Estrela, e a Arcol Engenharia, de Lajeado.

LEIA MAIS: Governador garante pavimentação de mais oito quilômetros da ERS-403

Também foram destinados recursos para a recuperação e conservação da malha viária da região. O trecho da RSC-153 entre Herveiras e Barros Cassal receberá quase R$ 1,7 milhão para manutenção; a RSC-471 entre Pantano Grande e Coronel Prestes (após Encruzilhada do Sul) receberá R$ 2,1 milhões e a ERS-347 entre Segredo e Ibarama receberá R$ 1,4 milhão. Ainda no Centro-Serra, serão liberados R$ 7,6 milhões para a conclusão do acesso asfáltico de 5,8 quilômetros entre Lagoa Bonita do Sul e a ERS-400, em Passa Sete. Também na ERS-400, entre Candelária e Sobradinho, está prevista a construção de uma terceira faixa.

Os investimentos foram anunciados pelo governador Eduardo Leite em transmissão nas redes sociais e compõem o programa Avançar no Crescimento. “Não conseguimos fazer concessões em todo o Estado. Em algumas regiões, é preciso fazer investimentos estaduais. A capacidade de investimentos que o Rio Grande do Sul obteve, com apoio da Assembleia Legislativa devido às reformas administrativa e previdenciária e no processo de privatizações, vai viabilizar a aplicação desses recursos nessas obras”, destacou Leite.

“Agora poderemos avançar ainda mais para levar às comunidades do interior estradas melhores, proporcionando progresso e desenvolvimento”, afirmou o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella. “Essas obras vão incentivar a agricultura, atrair empresas, aproximar pessoas e, claro, gerar empregos. É a roda da economia girando no caminho da prosperidade.”

LEIA MAIS: Asfaltamento da ERS-403: espera que já dura 30 anos

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.