Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

REINCIDENTE

Homem é preso pela terceira vez em dez dias

Foto: Cristiano Silva

O principal suspeito de cometer uma série de furtos recentes em Santa Cruz do Sul foi preso na manhã desta terça-feira, 14. Esta foi a terceira vez que ele foi detido nos últimos dez dias pelas forças de segurança. A ação desta terça foi desencadeada pela 1ª Delegacia de Polícia (1ª DP) que, a partir de informações e provas obtidas ao longo das últimas semanas, solicitou um mandado de prisão para o homem, de 29 anos, que foi deferido pelo Poder Judiciário.

Os investigadores foram até o local onde ele estava escondido, na residência de familiares na localidade de Linha Marcondes, que fica há oito quilômetros do Centro de Herveiras. No dia 5 de setembro, ele já havia sido preso em flagrante pela Brigada Militar (BM) após deslocar o ombro ao tentar acessar o Hotel Charrua por um buraco para cometer o furto. Foi conduzido ao presídio, mas solto no mesmo dia.

LEIA MAIS: 30 novos delegados tomam posse no Estado; um deve comandar DP em Encruzilhada

Nesta última segunda-feira, 13, ele foi detido pela BM na Avenida do Imigrante, depois de ingressar na Pizzaria do Primo e fugir após soar o alarme, sendo liberado logo após a guarnição apresentar a ocorrência na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA). Já nesta terça-feira, após registro, ele foi levado pelos agentes ao Presídio Regional de Santa Cruz do Sul. O nome não foi revelado pelas autoridades policiais.

“Vinha causando estrago na cidade”, diz delegada

Conforme a delegada Ana Luisa Aita Pippi, pelo menos 15 procedimentos já foram instaurados na 1ª DP tendo o homem como principal suspeito. “Ele vinha fazendo uma limpa na cidade. Já vínhamos trabalhando na identificação e prisão preventiva, o que conseguimos hoje. Infelizmente, em outras prisões em flagrante, acabou sendo posto em liberdade”, explicou.

Segundo Ana Luisa, o homem realizava furtos de bicicletas e também de outros objetos em estabelecimentos comerciais e residências, fazendo arrombamentos e até mesmo escalada. “Identificamos que o modus operandi consistia em atuar durante o dia, no entanto ele foi verificando que estava sendo mais visado e modificou a atuação, passando a cometer os crimes durante a noite e madrugada”.

Embora a delegada admita que outros especialistas em crimes de furto ainda estejam à solta na cidade, este, em específico, vinha representando um perigo maior à sociedade. “Estamos buscando identificar todos e prendê-los, mas esse era o que mais vinha causando estrago na cidade, pelo menos nos últimos dois meses. E essa é uma resposta que a polícia está dando”.

LEIA MAIS: Brigada Militar prende mais um integrante de quadrilha de assaltantes

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.