Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

SAÚDE

Vereadores criticam possível fechamento da UTI pediátrica no HSC

Foto: Rafaelly Machado

A possível transferência da UTI Pediátrica do Hospital Santa Cruz para Venâncio Aires repercutiu na sessão dessa segunda-feira, 5, da Câmara de Vereadores. Ex-secretário municipal de Saúde, Carlão Smidt (PSDB) disse que o fechamento da estrutura no município seria “um desrespeito à comunidade santa-cruzense”.

Carlão lembrou que a unidade foi implantada na década de 1990, no início do governo Sérgio Moraes (PTB), graças a uma grande mobilização comunitária e afirmou que isso não pode ser perdido por conta de uma “conversa burocrática”. “Se o problema é financeiro, o Estado que corte alguns CCs lá que não estão produzindo nada”, disparou.

LEIA MAIS: UTI pediátrica deve fechar no HSC e ser aberta em Venâncio Aires

A situação se criou após a extinção da UTI Pediátrica do Hospital Bruno Born, em Lajeado, em função de uma alteração na legislação que proíbe que UTIs pediátricas e neonatais sejam compartilhadas. Com isso, a unidade do HSC passou a ser referência para a macrorregião dos Vales, mas não há condições de manter o serviço de acordo com o que prevê a nova lei – que exigiria dois espaços e equipes separadas.

A solução encontrada pela 13ª Coordenaria Regional de Saúde (CRS) é tornar o Santa Cruz referência em UTI neonatal e levar os atendimentos pediátricos ao Hospital São Sebastião Mártir, em Venâncio Aires. Até que isso se confirme, a estrutura deve seguir funcionando no HSC.

Na mesma linha, Alberto Heck (PT) afirmou que a mudança vai na contramão dos investimentos feitos na área da Saúde nos últimos anos no município, e disse que seria “falta de respeito com a comunidade”. “As demandas que existem são cada vez maiores. A mobilização do governo deveria ser no sentido de manter a UTI funcionando em Lajeado”, criticou.

LEIA MAIS: Região estuda criação de UTIs neonatal e pediátrica

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.