Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Gazeta explica

VERIFICAMOS: beber água frequentemente evita o coronavírus?

Não há qualquer evidência de que a ingestão frequente de água tenha alguma eficácia contra o coronavírus

Circula em grupos de WhatsApp nos últimos dias uma mensagem que recomenda o hábito de beber água de 15 em 15 minutos para prevenir o coronavírus. Segundo a mensagem, a orientação teria sido repassada por um médico infectologista, mas não é citado qualquer nome. “Não precisa ser um copo cheio, mas apenas alguns goles para manter a garganta úmida. Levar uma garrafa de água pra onde for. Por quê? Porque ao molhar a garganta, se o vírus estiver ali, vai direto para o estômago, e não há bactéria ou vírus que resista ao suco gástrico”, diz o texto.

A informação, porém, é FALSA e não deve ser compartilhada. Embora o consumo regular de água seja muito recomendado, não há qualquer evidência de que a ingestão frequente de água tenha alguma eficácia contra o coronavírus, segundo o professor do departamento de Epidemiologia da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), Fredi Quijano. A mensagem já foi desmentida, inclusive, pelo Ministério da Saúde.

LEIA MAIS: VERIFICAMOS: cadastro para auxílio emergencial é falso

Na prática, ainda que haja pesquisas em andamento, ainda não há qualquer antídoto reconhecido para o coronavírus. Por isso, as recomendações para prevenir a infecção seguem as mesmas: higienizar as mãos com frequência, restringir o contato social e o compartilhamento de objetos e evitar tocar os olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.