Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

JF VIGHI

A Arena viu

Até mesmo os considerados grandes perderam por mais de três gols para o Grêmio. Fazer um bom jogo foi o objetivo principal do Santa Cruz, o que de fato aconteceu. No primeiro tempo, vimos um Galo com a postura forte, marcando bem e tirando os espaços do adversário. O 0 a 0 foi justo. A expectativa para o segundo tempo era de mais pressão tricolor, com a entrada de jogadores de qualidade, principalmente no ataque. Jean Pyerre, Jhonata Robert, Ricardinho e Léo Chú desequilibraram, principalmente no preparo físico. Sem desculpas, foi um bom jogo e serviu para mais uma vez confirmar o poder do Galo, do Wiliam Campos.

Definição
A Terceirona continua cheia de surpresas. Já tivemos jogos em campos alagados e outras adversidades, culminando com um WO do Novo Horizonte, na quintafeira. Parece desinteresse da FGF. Hoje estão definidos os jogos das quartas de finais, menos o adversário do Santa Cruz. O TJD vai decidir o caso do WO. A tendência é de que o Novo Horizonte seja o adversário. A vantagem é que o time de Esteio já é uma equipe conhecida.

Ingenuidade?
Estou na dúvida. Afinal, o técnico colorado é muito inteligente ou um ingênuo estudante do futebol? Contra o Fortaleza, suas ideias foram mais uma vez equivocadas. O resultado no primeiro tempo reflete a irresponsabilidade de Miguel Ramírez. Na segunda etapa, os erros foram se acumulando e os gols do adversário acontecendo ao natural. Mesmo com a entrada de Edenilson, Johnny, Boschilia e Thiago Galhardo, a fragilidade foi mantida e o resultado requer alguma atitude da direção para não colocar mais riscos no restante da temporada. O torcedor perdeu a paciência.

LEIA OUTRAS COLUNAS DE J F VIGHI

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.