Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

VERA CRUZ

Casa de Cultura vai abrigar museu e memorial da apicultura

Foto: Rafaelly Machado

Edificação passou por longo processo de restauro, que chegou ao fim no ano passado

A Casa de Cultura de Vera Cruz está passando por melhorias. O espaço multitemático fica na Rua Tomás Gonzaga, 1.167, na esquina com a Rua Carlos Wild, e vai abrigar o Museu Municipal Emílio Osmundo Assmann e o Memorial da Apicultura Professor Hugo Muxfeld. Entre os itens do acervo, encontram-se objetos e utensílios da colonização alemã, da presença de indígenas em Vera Cruz, das lidas no campo, de entidades e instituições, além de fotos históricas, instrumentos musicais, ferramentas, móveis e eletrodomésticos antigos.

Segundo o servidor da Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer de Vera Cruz, Vinícius Hochscheidt, devido aos trâmites legais, no momento não há uma data definida para reabertura do espaço. A entrega oficial da casa, após o restauro, ocorreu no final do ano passado e, desde 15 de dezembro, a equipe da Secretaria de Cultura, junto a outros departamentos, vem trabalhando para organizar os espaços da Casa e o acervo que vai ficar em exposição.

Já foi realizada a mudança das peças da localização anterior para a Casa de Cultura, além de imunização e controle de pragas, o que obrigou a manter o imóvel fechado durante mais de um mês. De acordo com Hochscheidt, também foi feito o restauro de totens e prateleiras para a exposição dos artigos. “Entre os trabalhos que o Executivo vem realizando, estão a catalogação e limpeza de peças e melhorias na parte elétrica e hidráulica. Depois será realizada a separação dos artigos e organização dos espaços, para que possamos abrir a Casa de Cultura para nossa comunidade e demais visitantes”, relata Hochscheidt.

LEIA TAMBÉM: Inscrições para o edital Natura Musical 2021 são prorrogadas até 4 de outubro

No entanto, não será necessário fazer alterações na estrutura original para os reparos elétricos. Optou-se por não abrir a parede para a nova fiação, e sim usar canaletas. Até 2020, os recursos investidos na obra foram oriundos de captação via Lei Rouanet em parceria com o Rotary Club Vera Cruz. Após esse período, o Município passou a custear as melhorias e investimentos realizados no prédio.

Histórico

A casa construída em 1912 foi residência da família de Ernesto Augusto Wild Ferraz e, por volta do ano de 1932, foi adquirida pelo casal Roberto Antonio e Olga Cecília Wild Pickbrenner, filha de Ernesto. O prédio é considerado um importante centro de valorização da arquitetura tradicional alemã e também da arquitetura moderna, ambas características presentes na construção. Em 2005, a Prefeitura de Vera Cruz desapropriou o imóvel e o incorporou ao patrimônio do Município, visando transformar a Antiga Residência Wild Ferraz em um Centro de Cultura.

Mais tarde, a casa foi tombada pelo decreto número 899, de 19 de setembro de 2006. Com uma reforma total iniciada em 2009, com investimento de cerca de R$ 400 mil, as obras, que estavam paradas desde 2018, foram retomadas e concluídas no ano passado. O restauro preservou as características originais do prédio, mas incluiu recursos de acessibilidade, como rampas. O intuito, segundo a Prefeitura de Vera Cruz, é que o local resgate a história da comunidade e seja utilizado para promover exposições, vernissages e demais eventos da cultura local.

LEIA TAMBÉM: Casa de Cultura de Vera Cruz reabre ao público em janeiro de 2021

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.