Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

RODOVIA

Concessão da RSC-287 será assinada dentro de uma semana

Foto: Rafaelly Machado

Obras maiores devem começar na virada do primeiro ano de contrato. De imediato, usuários terão ambulância, guincho e reparos

O contrato para concessão da RSC-287 será assinado entre a próxima segunda e terça-feira, quando termina o prazo. A informação foi confirmada pelo secretário extraordinário de Parcerias do Estado, Leonardo Maranhão Busatto, em entrevista à Rádio Gazeta FM 107,9. Ele afirma que haverá um ato formal do Grupo Sacyr, ainda sem definição de local.

A partir da assinatura, serão 30 dias para a troca de comando. A Empresa Gaúcha de Rodo-vias (EGR) passará o bastão para a concessionária Rota de Santa Maria, como foi batizada pelo Grupo Sacyr, vencedor da concorrência. “A expectativa é muito grande. Vamos iniciar uma relação de 30 anos. A rodovia passará a receber diversas melhorias, como duplicações e manutenções”, destacou Busatto.

LEIA MAIS: 16 perguntas sobre o futuro da RSC-287

A concessão terá um gestor próprio. Ele será responsável por informar o Estado sobre o planejamento para as intervenções no trecho leiloado, de 204,5 quilômetros. “Após os projetos serem apresentados ao Estado e posteriormente aprovados, a concessionária poderá iniciar as obras, na virada do primeiro ano de contrato”, explicou. “A empresa tem sido muito correta nos seus passos, com um diálogo muito transparente”, enfatizou.

A nova tarifa de pedágio ainda está sendo calculada, com base no IPCA. A previsão é de R$ 3,70. Passará a ser praticada já no primeiro dia de concessão e não poderá ser alterada durante um ano. Os motociclistas passarão a pagar pedágio, na metade do preço. Para cada eixo a mais nos veículos pesados, é acrescido o valor da tarifa. Em caso de cinco eixos, por exemplo, o total ficaria em R$ 18,50. No segundo ano de concessão, três novas praças serão implantadas: Santa Maria (quilômetro 214), Paraíso do Sul (quilômetro 68) e Tabaí (quilômetro 47).

Para os usuários, as melhorias imediatas serão o serviço de ambulância 24 horas, serviço de guincho, novas sinalizações horizontais e verticais, operações tapa-buracos e serviços de informação. “Serão os primeiros sinais das ações programadas pela concessionária conforme o contrato firmado com o Estado, que irá fiscalizar o processo”, detalhou o secretário.

LEIA TAMBÉM: Concessionária que administrará a RSC-287 abre primeiras vagas de emprego

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.