Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

METEOROLOGIA

Onda de frio: confira previsão dia a dia

Foto: Alencar da Rosa

Queda da temperatura começa pelo Rio Grande do Sul entre terça e quarta-feira com a nova massa de ar polar, mas impacto do ar frio será muito menor que nas recentes incursões polares

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) vem atualizando informações sobre a nova massa de ar polar que causará “frio intenso” nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e no sul da Região Norte entre esta quarta-feira, 28, e domingo, 1º. Segundo meteorologistas, o declínio acentuado das temperaturas começou nessa terça-feira, 27, no Rio Grande do Sul. A Metsul Meteorologia confirmou que uma poderosa massa de ar polar começou a avançar pelo Brasil e passou a derrubar a temperatura em vários estados. O ar gelado marcará a segunda metade da semana no Centro-Sul do País, com mínimas muito abaixo de zero no Sul, neve e geada ampla.

Confira o que esperar durante a semana, na onda de frio que será a maior deste ano e uma das mais fortes das últimas duas décadas no Brasil, segundo informações da Metsul Meteorologia.

LEIA MAIS: Depois da chuva, massa de ar polar derruba temperaturas em Santa Cruz

Quarta-feira

Juntamente com a sexta, a quarta-feira será o dia mais importante da onda de frio. Isso porque terá maior chance de precipitação invernal, incluindo neve. O sol aparece com nuvens no Rio Grande do Sul. Será um dia gelado e de sensação térmica muito baixa, pelo efeito do vento, com máximas tímidas no decorrer da tarde. Possibilidade de geada forte, principalmente mais a Oeste a ao Noroeste.

No decorrer do dia, a nebulosidade aumenta com a circulação de baixa pressão no oceano. As nuvens trazem chuva isolada, principalmente no Sul e na Metade Leste gaúcha. Com o ar extremamente frio em altitude, as precipitações virão como neve, graupel (grão de gelo) e chuva congelada, o que pode ocorrer em diversas cidades. Já de manhã, pode haver neve ou chuva congelada no Sul, como na Campanha. Depois, a precipitação invernal deve se estender ao Centro gaúcho e à Serra do Sudeste.

Da tarde para a noite, aumenta muito a chance de nevar na Serra e Aparados, sem descartar neve em outros pontos da Metade Norte, como Planalto Médio e Alto Uruguai. A neve chega ainda ao Planalto Sul catarinense, mas pode cair no Meio-Oeste, Planalto Norte e talvez – com menor chance – no Sul do Paraná.

Vários pontos da Metade Leste do Rio Grande do Sul, como Porto Alegre, podem ter precipitação isolada na tarde e noite de hoje. Trata-se de um cenário muito interessante, que poderá levar à ocorrência de precipitação invernal.

LEIA MAIS: Próxima semana terá frio intenso com mínimas negativas, geada forte e até neve no Estado

Quinta-feira

A quinta-feira vai começar com muitas nuvens em parte do Rio Grande do Sul. Ainda pode nevar na madrugada, no Nordeste gaúcho e Planalto Sul catarinense, mas as condições para neve devem cessar rapidamente no final da madrugada e começo da manhã. O sol deve predominar ao longo da quinta, com a diminuição da nebulosidade, e a previsão é de muito frio. Um grande número de cidades terá geada, que será mais forte em áreas principalmente a Oeste do Rio Grande do Sul e do Paraná. A tarde voltará a ser muito fria no Centro-Sul do Brasil, mesmo com a presença do sol. Em diversas cidades gaúchas e catarinenses, as temperaturas máximas não irão superar os 10 graus.

Sexta-feira

A sexta-feira será o segundo dia mais crítico da onda de frio, pelas mínimas, que tendem a ser as mais baixas desse evento na esmagadora maioria dos lugares. Muitas cidades do Sul e do Sudeste terão as suas marcas mínimas do ano. Marcas abaixo de zero ou perto de zero grau serão generalizadas no Sul do Brasil, e a tendência é de marcas negativas também em pontos do Sudeste.

LEIA TAMBÉM: FOTOS: manhã foi de frio e paisagens cobertas pela geada

A sexta de sol, e com o amanhecer mais frio do ano, terá geada generalizada no Sul do Brasil, forte a severa em muitos locais. Pode fazer entre -7 a -9 graus no Rio Grande do Sul e, em alguns pontos do Planalto Sul catarinense, -8 graus. Em Porto Alegre, mínima de 1 a 2 graus; e na Grande Porto Alegre, -1 a zero grau.

Sábado

O último dia do mês terá predomínio do sol no Sul do Brasil, no Centro-Oeste e na maior parte do Sudeste, mas algumas áreas perto da costa, no Sudeste, podem ter tempo instável. O centro de alta pressão vai permanecer sobre o Sul do País, garantindo tempo firme e com sol.

A massa de ar frio continua enfraquecendo, mas o tempo aberto e a atmosfera seca serão responsáveis por mais um amanhecer de muito frio. No geral, as mínimas serão mais altas que as da sexta, mas, em áreas de maior altitude, marcas muito geladas ainda devem ser esperadas. A tarde será mais amena e agradável, com máximas já perto dos 20 graus ou alcançando essa marca em muitas cidades.

LEIA TAMBÉM: Mutirão contra o frio: além de agasalhos, Grupo do Bem arrecada alimentos

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.