Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

CLIMA

VÍDEO: Defesa Civil da região mantém alerta de ventos de 110 quilômetros por hora e frio

Defesa Civil aponta, no mapa, área que deve sentir os efeitos

A Defesa Civil gaúcha segue monitorando os fenômenos meteorológicos que atingem a Região Sul do país, com a previsão da passagem de uma tempestade, com rajadas intensas de vento, frio e agitação do mar, e fazendo um trabalho preventivo para orientar como as pessoas devem proceder nestas situações.

“A Defesa Civil está em alerta total, com todas as nossas coordenadorias regionais do interior, e levando informação à população”, disse o coordenador estadual, coronel Júlio César Rocha Lopes. O governador Ranolfo Viera Júnior reforçou que os órgãos e repartições responsáveis pelo controle de fenômenos meteorológicos estão fazendo o acompanhamento constante da situação.

LEIA MAIS: Ciclone traz frio intenso e chance de neve para o Rio Grande do Sul

“A Defesa Civil do Estado está permanentemente monitorando esta situação e qualquer questão que se agrave imediatamente nós comunicaremos à sociedade gaúcha”, afirmou o governador em vídeo divulgado na noite desta segunda-feira, 16.

O coronel Rocha Lopes orienta a população a não se abrigar embaixo de árvores e postes. Também lembra a necessidade de cuidar dos animais domésticos que ficam na rua. E ainda a importância de proteger as pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social indicando que procurem as prefeituras e as defesas civis do Estado para se abrigarem.

Veja vídeo:

Frio na região

Também devido à chegada de uma massa de ar polar, as temperaturas podem variar de 3 a 9 graus no estado. Casos de vulnerabilidade ao frio, alerta a Defesa Civil em Rio Pardo, devem contatar pelas redes ou telefone (51) 99714 9119. O alerta na região seguirá até a quinta-feira, 19.

LEIA MAIS: Chegada do frio intensifica acolhimento às pessoas em situação de rua em Santa Cruz

Aulas remotas

Diante das previsões da chegada da tempestade, a Unisc anunciou que as aulas nos campi de Montenegro e Capão da Canoa serão remotas ou EAD. Os professores já foram avisados e comunicam os alunos.

Em Venâncio Aires, Sobradinho e Santa Cruz do Sul serão presenciais. As exceções são as disciplinas em que os professores se deslocam de Porto Alegre ou Montenegro. Neste caso, serão remotas ou EAD.

AJUDE: Campanha do Agasalho tem baixo volume de doações em Santa Cruz

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e fácil de usar. Basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Ainda não é assinante Gazeta? Clique aqui e faça sua assinatura!

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.