Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

PRISÃO

Draco coloca os assaltantes de Cerro Alegre Baixo atrás das grades

Foto: Alencar da Rosa

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) colocou atrás das grades os criminosos que causaram terror em assaltos cometidos recentemente a moradores de Cerro Alegre Baixo, nos dias 15 de dezembro e 9 de janeiro. Em cumprimento a mandados de prisão expedidos pelo Poder Judiciário, os agentes prenderam dois jovens, de 18 e 20 anos. O Portal GAZ acompanhou a diligência desde a saída dos agentes da delegacia, às 6h15. Três viaturas deslocaram até o Bairro Santa Vitória para o cumprimento das ordens judiciais.

Foto: Alencar da Rosa

Conforme um dos agentes da Draco, que participou diretamente da investigação e do cumprimento dos mandados de prisão, era uma questão de honra prender os responsáveis por causar terror a famílias de Santa Cruz do Sul. Questionado a respeito dos trabalhos desenvolvidos pela Polícia Civil para chegar aos nomes dos investigados, o agente respondeu: método e técnica. “A polícia judiciária gaúcha tem mais de 180 anos e é a responsável pelas investigações criminais. Desenvolve isso com métodos e técnicas.”

LEIA MAIS: “O sangue chegava a lavar meu braço”, diz vítima de assalto em Cerro Alegre Baixo

Ainda segundo o policial, a investigação se mostrou extremamente exitosa, pois a Draco conseguiu identificar parte dos autores envolvidos na ação, aliado ao fato de coleta de provas robustas que foram encaminhadas ao judiciário local e, por consequência, culminaram nas prisões realizadas nesta sexta-feira. “Acredito que hoje conseguimos, em parte, dar um pouco de tranquilidade e sentimento de justiça às vítimas que foram covardemente agredidas e que tiveram seus bens subtraídos”, finalizou ele, que prefere ter o nome mantido em sigilo.

Delegado confirma conexão dos crimes

O delegado Marcelo Chiara Teixeira ressaltou o empenho dos investigadores na busca por elucidar os casos. “Desde que a nossa delegacia tomou conhecimento desses roubos, trabalhamos para resolvê-los. Nossa equipe foi dedicada e fez um trabalho qualificado, com inúmeras diligências, mandados de busca, e outros atos de polícia judiciária, que culminou na identificação de três envolvidos nos roubos”, comentou o responsável pela Draco.

Além da dupla presa nesta sexta, outro indivíduo identificado já havia sido detido em 17 de janeiro, também no Bairro Santa Vitória, pois era foragido da Justiça desde novembro e foi capturado pela Brigada Militar. “Confirmamos a conexão entre os dois roubos. O grupo de investigadores estava envolvido nas duas situações. E pelo menos um indivíduo temos identificado que participou nos dois crimes”, salientou Chiara.

LEIA MAIS: Carro é roubado em Cerro Alegre Baixo e abandonado nas proximidades do autódromo

“Conseguimos, dessa forma, dar uma resposta à comunidade de Santa Cruz, que não pode ficar a mercê de ações como essas. A Polícia Civil trabalha incansavelmente para responsabilizar quem está molestando a sociedade”, finalizou o delegado da Draco. As investigações seguem. O trio identificado irá responder por roubo duplamente majorado. As majorantes – dispositivos que podem ampliar a pena – foram elencadas pelo emprego de arma de fogo e concurso de agentes.

Relembre os casos

Na tarde dessa quinta-feira, 27, uma das vítimas recebeu a equipe da Gazeta e contou o drama vivido na noite de 9 de janeiro. José Manoel Lopes foi agredido a socos, chutes e coronhadas, sem oferecer resistência aos criminosos, que acabaram levando um veículo, R$ 800,00 em dinheiro, R$ 4 mil em cigarros, uma televisão, um facão e ração para animais. Eles ainda quebraram boa parte dos objetos pessoais dele e da esposa Clarice, como os porta-retratos do único filho, Diego Roger Lopes, falecido de câncer há 13 anos.

No dia 15 de dezembro, o sobrinho de José e Clarice, que mora a 800 metros da casa deles, também sofreu um assalto. Cinco bandidos armados invadiram a residência dele. O fato aconteceu por volta das 20 horas, quando o homem, que é mecânico de motocicletas, chegava de carro no portão frontal da propriedade, que fica próxima a um posto de gasolina.

Dois criminosos chamaram a família no portão, pedindo água para colocar no radiador do carro. O mecânico entrou e buscou um litro para eles. Nesse momento, um dos assaltantes sorriu para o outro e vieram mais três, rendendo o dono da casa, a mulher e um cliente motoboy, que chegou para buscar uma motocicleta consertada pelo mecânico. Os três foram amarrados em um dos quartos da casa. Foram roubados R$ 15 mil; um veículo Honda Civic prata; uma pistola calibre 9 milímetros, modelo G2C, da marca Taurus; dois celulares modelo iPhone 11; e uma televisão de 32 polegadas.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE POLÍCIA

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.