Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

ESPAÇO NOSTALGIA

FOTOS: uma coleção com a cara do verão que vem aí

Foto: Rafaelly Machado

César Machado e seus filhos Vinicius e Rafaela com exemplares de sua coleção de abridores de garrafa de metal

Olá! Como os dias de calor estão vindo por aí, e eles convidam a uma bebidinha, seja refri, suco ou cerveja, nada melhor do que apresentar uma… coleção de abridores de garrafa! Entre as dezenas de exemplares que guardo em meu acervo, todos de metal, há os com formato de garrafa, e muitos de marcas que já não existem mais, mas que ficaram na memória da população. Além da sua utilidade e de hoje constituírem uma coleção, igualmente me fazem lembrar de amigos e familiares dos quais recebi de presente a maioria deles, me remetendo a essas grandes amizades.

E ainda relembramos os lampiões a querosene que iluminavam as noites em épocas passadas, o Fofão e uma promoção da Kibon que tinha como garoto-propaganda o… Flash Gordon! Venha conosco!

LEIA TAMBÉM: FOTOS: você lembra do Club Social em latinha?

Colecionismo

Olá, amigos! Nesta semana, uma vez que o tempo está começando a esquentar e a primavera está cada vez mais próxima, imaginei que uma coleção em sintonia com o verão poderia ser boa pedida. Afinal, o calor sugere uma… bebidinha! Que pode ser um refri, um suco ou, claro, uma cerveja. E, em se falando de bebida, é bom sempre ter à mão um… abridor! Quando se trata de abridor, como bom colecionador, decidi manter vários por perto, sempre bem à mão. Até o momento em que eles haviam se transformado em mais uma das minhas coleções. E todos eles são de metal, de material de qualidade.

LEIA TAMBÉM: Espaço Nostalgia: comunicador coleciona aparelhos de som e antiguidades


Quando me dei conta de que os abridores já representavam mais uma coleção? Quando reparei que entre os exemplares havia vários de marcas já extintas, que, deste modo, contavam uma história e mantinham viva essa memória. É o caso da cerveja Pérola e dos refrigerantes Crush, Grapette, Celina e Record. Outros maravilhosos (e famosos) são os clássicos das linhas Coca-Cola e Pepsi. E tem também os de cachaça, de água mineral…

LEIA TAMBÉM: FOTOS: aposentado tem uma coleção digna de figurar em cartão-postal


Em termos de modelos, alguns lembram o formato da garrafa. A grande maioria deles foi presente de amigos, familiares ou conhecidos, e outros eu próprio garimpei. Hoje, já somam várias dezenas, e cada um deles ativa uma lembrança da circunstância ou de quem me repassou ele.

Lampiões a querosene, para iluminar a memória

Hoje, vamos relembrar de um utensílio que no século passado fazia parte do cotidiano de todos. Estou falando dos lampiões a querosene, que iluminavam as noites escuras de Santa Cruz do Sul e da região, tanto em residências ou festas como na iluminação pública. E para aguçar ainda mais nossos leitores, quero destacar um presente que ganhei dos meus amigos Fabiano Vettorazzi e Ana Michels, um lampião dado como lembrança pelo Club União na comemoração de seu Centenário.

LEIA TAMBÉM: Espaço Nostalgia: comunicador coleciona aparelhos de som e antiguidades

No tempo dos lampiões: à direita, o exemplar alusivo ao Club União, com sua ilustração na imagem à esquerda; à direita, no centro outro modelo | Fotos: César Machado

Fofão, o boneco que fez história

Fofão foi um alienígena nascido no planeta fictício chamado “Fofolândia” e tornou-se bastante popular entre as crianças brasileiras nos anos 1980. Sua primeira aparição na TV foi em 1983, no programa de televisão infantil Turma do Balão Mágico, da Rede Globo. Em 1986, com o término do Balão Mágico, Fofão ganhou o seu próprio programa na Rede Bandeirantes. Com todo esse sucesso, vieram os discos e diversos produtos licenciados, entre eles o boneco Fofinho, que todas as crianças queriam ter e hoje você pode conferir aqui nesta edição.

LEIA TAMBÉM: FOTOS: venâncio-airense coleciona almanaques de farmácia

Promoção Kibon com a marca do lendário Flash Gordon

“Com a Kibon Você Ganha Sempre”. Esse era o slogan da promoção que tinha como seu garoto propaganda nada menos do que o lendário Flash Gordon. Para ganhar um álbum ou um envelope com seis figurinhas, você tinha que juntar três palitos de picolé Kibon e trocar em qualquer banca de revistas. Mas a promoção, que era sucesso em 1981, não se resumia a apenas um álbum de figurinhas; se você fosse um sortudo, ainda podia descolar vários outros prêmios. Bastava achar o palito premiado, e entre os prêmios tinha picolé, patins, máquina fotográfica, bicicleta ki-dupla, secador de cabelo e um super disco voador que mantenho em meu acervo.

LEIA TAMBÉM: FOTOS: André Guedes guarda mais de 350 camisetas de clubes

Contribua!
Para participar da nossa coluna, você pode remeter e-mail para [email protected] ou enviar watts para (51) 9 9606 3507. Assim você nos conta de qual quadro quer participar, com sugestões.

LEIA OUTROS CONTEÚDOS DO ESPAÇO NOSTALGIA

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.