Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Projeto-piloto

INSS começa a testar perícia por telemedicina

Foto: Agência Brasil

O INSS começou a testar nessa terça-feira, 3, uma nova modalidade de perícia: realizada por telemedicina, inteiramente pela internet. A experiência é um projeto-piloto e foi pensada para dar mais fluxo às filas de espera, principalmente aos de auxílio por incapacidade temporária de trabalho, que correspondem à grande maioria dos pedidos em espera para análise. 

Por enquanto, essa modalidade será destinada a um grupo restrito de pessoas. Inicialmente, apenas empresas que demostraram interesse e se cadastraram no INSS é que poderão oferecer as perícias virtuais. 

LEIA MAIS: Prova de vida dos aposentados está suspensa até 30 de novembro

As análises dessa modalidade serão feitas nas dependências das próprias empresas cadastradas e se aplicam somente aos casos de incapacidade temporária do trabalho. Para as demais situações a prorrogação de auxílio por incapacidade temporária, a conversão do auxílio por incapacidade temporária em aposentadoria por incapacidade permanente ou auxílio-acidente e a elegibilidade para o serviço de reabilitação profissional continuarão sendo feitas presencialmente.

Por falar em auxílio incapacidade – o antigo auxílio doença, vai ter o pagamento antecipado para as solicitações feitas até o dia 30 de novembro desse ano, no valor de um salário mínimo. O pagamento será feito durante o prazo apontado no atestado médico, desde que ele não ultrapasse 60 dias de afastamento. 

LEIA TAMBÉM: INSS de Santa Cruz volta a atender de maneira presencial

O segurado, na hora de requerer o auxílio, poderá escolher entre marcar a perecia médica ou receber antecipadamente o benefício. Os que receberem antecipadamente terão de passar por perícia no INSS depois, para avaliar o pagamento definitivo do auxílio e as diferenças de valores, quando o direito ao auxílio for maior que o valor do salário mínimo.

Para optar pela antecipação de pagamento, o trabalhador terá de enviar pelo aplicativo Meu INSS o atestado médico e a declaração de responsabilidade pelos documentos apresentados. Esses documentos passam por uma análise e se tudo estiver correto, o auxílio passa a ser depositado. 

LEIA MAIS: Caixa amplia margem do empréstimo consignado para aposentados

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.